23 Julho 2024

Video Notícias

Andebol/Fogo: KKobra é deca campeã e vai representar a ilha no campeonato de Cabo Verde

  • PDF
Partilhar esta notícia

São Filipe, 11 Jun (Inforpress) - A equipa de KKobra é deca campeã do Fogo ao conquistar na noite de segunda-feira, 10, no Polivalente do Bairro III Congresso, o seu décimo título de campeão regional consecutivo em sénior masculino.

Com este título a equipa vai representar a ilha do Fogo no campeonato de Cabo Verde da midalidade.

A formação de KKobra venceu a sua congénere de Juventude por quatro bolas de diferença, 34/30 no terceiro jogo de play-off, derrotando assim no global o Juventude por 2-1, sagrando-se campeão regional.

O Juventude até começou melhor e nos primeiros 10 minutos vencia por 10/06, mas a lesão de um dos seus defesas que teve de ser encaminhado para o hospital onde foi saturado com três pontos num dos dedos condicionou o desempenho dos jogadores de Juventude que baixaram de rendimento face ao crescimento de KKobra que contou com forte apoio nas bancadas do polivalente.

A primeira parte terminou com uma diferença de cinco bolas, 20/15 para KKobra, e o melhor que o Juventude conseguiu fazer no segundo tempo foi reduzir, mas insuficiente para garantir o título.

Também na categoria de sub-19 a formação de KKobra derrotou o Juventude por 38/25 no terceiro jogo do play-off e conquistou o título de campeão nesta categoria.

O treinador de KKobra Sandy Barbosa disse que a conquista de mais um título foi graças ao esforço e sacrifício dos jogadores e da família KKobra que teve um bom desempenho e dedicou a vitória aos jogadores e ao fundador que sempre está com a equipa.

Este destacou a união entre os jogadores neste jogo decisivo e que depois de estar a perder nos minutos iniciais acabaram por dar a volta ao resultado e conquistando o título de campeão.

Para o nacional Sandy Barbosa promete fazer o melhor possível porque está consciente de que a equipa não dispõe de grandes condições como as equipas das outras ilhas, mas o KKobra vai trabalhar e preparar com afinco para dar o melhor apesar de estar num grupo complicado.

Quanto a sua equipa de sub-19, Sandy Barbosa disse que inicialmente não era favorita a conquistar o título de campeão regional, mas que ao longo da prova evoluiu muito e no play-off de melhor de três ganhou os três jogos no campo (perdeu um na secretaria) o que demonstra ser a melhor equipa de andebol.

Como não há prova nacional nesta modalidade, indicou que o campeonato regional serviu para que os jogadores do sub-19 possam integrar a equipa sénior e alguns podem integrar a equipa que vai para o nacional.

Apesar de o campeonato regional ter decorrido “sem sobressaltos”, Sandy Barbosa apontou algumas dificuldades, afirmando que o andebol precisa de mais incentivo, nomeadamente de equipamentos e formação de árbitros.

O jogador da equipa de Juventude Flávio Monteiro a sua equipa esteve bem no início do jogo até a perda de um jogador crucial na defesa que se lesionou e teve que ser conduzido ao hospital, sublinhando que a partir deste momento a defesa ressentiu e começou a jogar sobre pressão e a falhar muito no ataque.

Este considerou o adversário como justo vencedor porque soube aproveitar os erros, acrescentando que houve situação em que os árbitros podiam decidir diferente, mas marcaram faltas de sete metros a favor da equipa adversária.

No final dos dois jogadores a comissão de gestão de andebol procedeu a entrega de troféus e medalhas aos campeões regionais em sub-19 e sénior masculino, KKobra, e medalhas aos vice-campeões nas duas categorias.

A nível individual, na categoria de sub-19, Marley Teixeira (melhor marcador), Guma Rodrigues (melhor jogador) e Marlon Teixeira (melhor guarda-redes) todos de KKobra foram premiados com troféus e Nevsky Monteiro da Juventude foi considerado o jogador revelação.

Na categoria sénior Flávio Monteiro de Juventude recebeu dos troféus, melhor jogador e melhor marcador, José Spínola da Escola Renascer o de melhor guarda-redes e Kátio Lopes da Escola Renascer com o troféu de jogador revelação da época.

JR/AA

Inforpress/Fim