28 Junho 2022

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Fogo: Equipa da Sonerf/MDR efectua levantamento topográfico para corrigir rede de água para agricultura

  • PDF
Partilhar esta notícia
Actualizado a 10/02/2015, 00:21 São Filipe, 10 Jan (Inforpress) – Uma equipa conjunta da Sonerf e do Ministério do Desenvolvimento Rural (MDR) concluiu segunda-feira o levantamento topográfico para a correcção da rede de água para agricultura na zona sul e construção da primeira fase da rede norte. O levantamento topográfico para a realização do projecto aconteceu menos de duas semanas depois de uma equipa multidisciplinar do MDR e de outras instituições ligadas ao sector da água ter efectuado uma visita para resolução definitiva do problema de água para agricultura através de um conjunto de obras para corrigir os constrangimentos na rede. O delegado do MDR, Elisangela Moniz, disse à Inforpress que em relação à rede de abastecimento de água à zona sul da ilha, abrangendo os municípios de São Filipe e Santa Catarina, a equipa identificou um novo traçado para a conduta do furo de Capela, onde persistem alguns constrangimentos, anotando que está programada para breve uma intervenção para ultrapassar a situação, estando a delegação na posse dos materiais necessários para essa intervenção. Com relação à zona norte, a equipa procedeu ao levantamento topográfico nas zonas de Alvito/Achada Malva, onde cerca de cinco horticultores continuam a ser abastecidos através da Águabrava, indicando que a curto prazo além da conduta e da construção de um reservatório será equipado mais um furo, totalizando dois, para agricultura e permitir a separação da água de rega e de consumo à semelhança da zona sul. Para a segunda fase de rede exclusiva para agricultura da zona norte será implementada posteriormente com equipamento de quatro furos de prospecção de água, construção de reservatórios e da própria conduta. Para os Mosteiros, segundo o delegado do Ministério do Desenvolvimento Rural serão equipados dois furos, Rocha Fora e Monte Vermelho, e construção de um reservatório, para duplicar a capacidade em termos de disponibilidade de água para agricultura, de 200 para 400 metros cúbicos dias, de modo a permitir a extensão da rede até Mosteiros Trás, num primeiro momento e até Relva/Achada Grande/Corvo num segundo momento. Essas intervenções, segundo responsáveis do Ministério do Desenvolvimento Rural, têm por objectivo “mitigar” os efeitos do mau ano agrícola, sobretudo na zona sul da ilha. A rede de adução de água exclusiva para agricultura estende-se desde Brandão (São Filipe) até Fonte Aleixo (Santa Catarina), representa um investimento na ordem dos 500 mil contos e foi inaugurada há cerca de dois anos mas ainda persistem problemas na disponibilização de água aos agricultores das zonas situadas entre as duas localidades. JRInforpress/Fim
Leia ainda - Artigos mais recentes: