26 Junho 2022

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Erupção Vulcânica: Cruz Vermelha apoia famílias deslocadas com mil contos para aquisição de pastos

  • PDF
Partilhar esta notícia
Actualizado a 09/02/2015, 23:51 São Filipe, 10 Jan (Inforpress) – A Cruz Vermelha de Cabo Verde disponibiliza um montante superior a um milhão de escudos para apoiar as famílias deslocadas de Chã das Caldeiras na aquisição de alimentos para os seus animais, disse o responsável da instituição, Mário Barbosa. O montante será destinado às pessoas que possuem animais e a distribuição de alimentos (ração e milho) será efectuada em parceria com a delegação do Ministério do Desenvolvimento Rural (MDR),  que dispõe de uma base de dados actualizada sobre os criadores de Chã das Caldeiras e o número de efectivos. No último fim-de-semana, os responsáveis da Cruz Vermelha e o delegado do MDR estiveram reunidos para definir o plano e a quantidade a ser disponibilizada aos criadores de Chã das Caldeiras, de modo a ajudá-los na manutenção dos seus efectivos pecuários, conforme Mário Barbosa. O delegado do MDR, Elisangelo Moniz, disse à Inforpress que na sequência da erupção de 23 de Novembro, o departamento de pecuária da delegação actualizou os dados dos criadores e que a distribuição será feita de forma equitativa, através das associações dos moradores de Chã das Caldeiras. A falta de pastos nos centros de acolhimento, nomeadamente em Monte Grande, é uma das reivindicações dos moradores de Chã das Caldeiras. Algumas pessoas que viviam da pecuária estão a proceder à venda dos seus animais, devido à impossibilidade financeira para aquisição de ração e milho. Além da disponibilidade de mais de um milhão de escudos para apoiar na alimentação dos animais, a Cruz Vermelha solicitou à delegação a identificação de algumas actividades geradoras de rendimentos que poderão ser financiadas. Mário Barbosa disse que, em relação às actividades geradoras de rendimentos para a população deslocadas de Chã das Caldeiras, a Cruz Vermelha não dispõe de financiamento, mas há um conjunto de potenciais financiadores interessados e, por isso,  as propostas serão encaminhadas para estas instituições que já manifestaram interesse nesta matéria. O delegado do MDR disse que três ideias de projectos foram apresentadas à Cruz Vermelha, como a recolha/transporte e conservação de pastos envolvendo as associações de Chã das Caldeiras, a construção de pequenas unidades de pecuárias familiar (pocilgas, currais) e construção e instalação de um centro de transformação de frutas. Essas ideias/projectos foram disponibilizados à Cruz Vermelha na segunda-feira para serem encaminhados aos financiadores. JR Inforpress/Fim  
Leia ainda - Artigos mais recentes: