01 Julho 2022

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Santa Catarina do Fogo: Autarquia e Ministério da Cultura disponibilizam 200 contos para o Carnaval

  • PDF
Partilhar esta notícia
Actualizado a 06/02/2015, 08:27 Cidade da Praia, 06 Fev (Inforpress) - A Câmara Municipal de Santa Catarina do Fogo vai gastar, em parceria com o Ministério da Cultura, 200 contos nas actividades carnavalescas, informou hoje o vereador do pelouro da Cultura, João Francisco Monteiro. Este responsável disse à Inforpress que, na sequência da participação da autarquia no “fórum carnavaleando”, promovido pelo Ministério da Cultura, em Novembro, em São Nicolau, o grupo oficial de Santa Catarina foi apoiado com 100 contos e um kit de bateria e instrumentos para batucada, que irá receber posteriormente. Em relação aos polos educativos bem como os jardins infantis, que também costumam brincar o Carnaval, segundo João Francisco Monteiro, vão contar com uma “participação simbólica” dentro dos apoios da edilidade. Afirmou que, tendo em conta a situação que o município está a atravessar, actualmente, os recursos serão canalizados a favor das vítimas da erupção vulcânica em Chã das Caldeiras ou em projectos de requalificação. Por outro lado, João Francisco Monteiro justificou a fraca participação de grupos oficiais no concurso e no habitual desfile com o facto de Santa Catarina do Fogo estar a viver momento de “luto”, devido a erupção vulcânica de 23 Novembro de 2014. O desfile carnavalesco contará apenas com a participação de um grupo oficial, a “Nova Geração”, de Achada Furna, pelo que a edilidade está incentivar os grupos recreativos e culturais a se organizarem para poderem também participar na festa do Rei Momo. Este ano, a edilidade conta com um total de seis grupos carnavalescos que vão abrilhantar o município nos dias 13 e 14 deste mês, com as suas fantasias e respectivas mensagens. Três são dos polos educativos e levam as suas “mensagens habituais”, enquanto os jardins infantis procuram retratar as profissões. Já o grupo liceal leva a mensagem contra violência baseada no género (VGB) e o de Achada Furna sobre os cuidados a ter com as espécies endémicas em vias de extinção no município. Quanto aos preparativos, o vereador disse que estão “animados” com os ensaios e a preparação dos andores, já que os desfiles acontecem no dia 13, para os grupos escolares  e, no dia 14, saem às ruas da cidade de Cova Figueira os grupos maiores. EM/ZS Inforpress/Fim
Leia ainda - Artigos mais recentes:

Comentar