28 Junho 2022

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Carnaval sem competição em São Filipe

  • PDF
Partilhar esta notícia
Este ano não há competição entre os grupos de Carnaval em São Filipe. A edilidade local deliberou durante a reunião camarária atribuir como subsídio o valor de 150 mil escudos a cada grupo, para animarem a festa do Rei Momo, que este ano acontece a 17 de Fevereiro. A decisão da CMSF saiu depois de vários encontros com os responsáveis dos grupos da Cidade de São Filipe: Fogo Em Chama, Faixa da Terra, Mar Azul e Fantasia. Nesses reuniões, os responsáveis defenderam a divisão dos 900 contos previstos no orçamento da Câmara para o Carnaval deste ano. Entretanto, a deliberação da autarquia na última sessão foi num sentido diferente: atribuir a cada um dos grupos o valor de 150 mil escudos. Uma resolução que não caiu no agrado dos grupos. Ainda assim prometem empenho e dedicação para “brincar o Carnaval”. A decisão de não haver concurso em São Filipe é de todos os grupos, segundo o presidente do Faixa da Terra. Para Manuel Salvador Delgado, “a ilha do Fogo passou nos últimos dias por situações difíceis e as suas gentes continuam tristes”. Em conversa com o asemanaonline, um dos responsáveis do grupo Fogo em Chama (fundado em 1976), considera que por questão de tempo "há pouca possibilidade de preparar um Carnaval competitivo". Há alguns dias, os grupos iniciaram os ensaios. Timidamente, o grupo Faixa da Terra saiu às ruas neste Domingo, anunciando a chegada da festa do Rei Momo em São Filipe. Nos Mosteiros nenhuma agremiação se inscreveu para o concurso de Carnaval. A animação estará por conta dos grupos expontâneos. E a Câmara ainda não decidiu o que vai disponibilizar para esses grupos expontâneos. Um desses grupos é Sabura de Mindelo. Um grupo recentemente criado integra cerca de uma dezena de mindelenses residentes naquele município, vai homenagear os deslocados de Chã das Caldeiras. O mais novo município do Fogo, Santa Catarina, também não vai ter carnaval competitivo. Não fosse o concelho de Chã das Caldeiras, a braços com grandes problemas sociais derivados da erupção vulcânica. Assim, este ano só vai desfilar a Nova Geração de Achada Furna, na terça-feira de Carnaval. NC
Leia ainda - Artigos mais recentes: