28 Junho 2022

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Erupção Vulcânica: Situação mais tranquila comparativamente aos últimos dois dias – Sónia Silva

  • PDF
Partilhar esta notícia
Actualizado a 15/01/2015, 13:25 São Filipe, 15 Jan (Inforpress) – A situação da erupção vulcânica está mais tranquila que nos últimos dos dias, com menos explosões e emissão de gases e cinzas, disse hoje a vulcanóloga Sónia Silva. Segundo a especialista, que coordena a equipa que monitora as actividades vulcânicas, a emissão de cinza é menor que na quarta-feira e a coluna eruptiva, constituída por gases e cinza se eleva a cerca de mil metros de altura e as frentes de lavas de Bangaeira, Portela, Ilhéu de Losna e Cova Tina estão todas inactivas. Já as explosões são espaçadas e com menos intensidade, informou a vulcanóloga da Universidade de Cabo Verde, Sónia Silva, anotando que no final da tarde de quarta-feira registou-se a emissão de uma quantidade insignificante de lavas, que considera “normal devido as explosões”. Já para um técnico do Consorcio C4G de Portugal que instalou a 27 de Novembro um conjunto de 17 estações sismográficas e de geodesia na caldeira e fora dela, disse à Inforpress que as últimas explosões, provocadas pelo contacto de água com o magma é sinal de que a actividade está prestes a terminar. A erupção vulcânica iniciou a 23 de Novembro de 2014 e depois de 52 dias de actividades continua ainda activa. Na sequência os dois principais povoados, Portela e Bangaeira assim como o pequeno núcleo populacional de Ilhéu de Losna, foram destruídas pelas lavas que consumiram uma extensão área de cultivo, sobretudo de feijões, batatas, mandioca mas também de fruteiras. JR Inforpress/Fim
Leia ainda - Artigos mais recentes: