28 Junho 2022

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Fogo: Erupção Vulcânica ensombra festa de passagem de ano na ilha

  • PDF
Partilhar esta notícia
Actualizado a 31/12/2014, 10:16 São Filipe, 31 Dez (Inforpress) – A festa de passagem de ano na ilha do Fogo está ensombrada pela erupção vulcânica de 23 de Novembro e ainda em curso neste momento. As câmaras municipais da ilha cancelaram a realização das actividades que normalmente programam nesta quadra festiva, em sinal de solidariedade para com a população deslocada de Chã das Caldeiras. A Câmara Municipal de São Filipe, segundo o seu presidente, Luís Pires, não realiza as suas actividades como música no Presídio e fogo-de-artifício, mas não colocou quaisquer restrições aos grupos e operadores económicos que pretendem organizar bailes de final do ano. Na cidade de São Filipe, apenas dois grupos e um operador económico estão a organizar a festa de passagem de ano, enquanto muitos operadores económicos (restaurantes e hotéis),  que todos os anos promovem festa de passagem de ano, optaram pela realização de serviço livre e com música ao vivo para assinalar o “réveillon” 2014. Nos outros centros urbanos, Cova Figueira (Santa Catarina) e Igreja (Mosteiros) também não estão programadas grandes festividades para assinalar o “adeus” a 2014 e para dar boas vindas ao ano de 2015. Muitas pessoas contactadas pela Inforpress afirmaram que este ano não existem condições psicológicas para festejar como nos anos anteriores, devido a ocorrência da erupção que destruiu os principais povoados de Chã das Caldeiras e deixou mais de 1.200 pessoas deslocadas. Aliado a este fenómeno natural, muitas pessoas preferem também passar a festa em grupos mais restritos por razões financeiras, já que o impacto no mau ano agrícola pesa nesta altura e na realização das festas. A movimentação de pessoas nas ruas durante a quadra festiva, pelo menos na cidade de São Filipe, foi maior, mas segundo os comerciantes esta movimentação não traduziu no aumento de venda, que para os mesmos é menor do que no ano passado. O Comando Regional da Policia Nacional, com os meios disponíveis, vai garantir a segurança durante a passagem de ano nos principais pontos da ilha. JR Inforpress/Fim  
Leia ainda - Artigos mais recentes: