21 Maio 2019

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Câmaras portuguesas geminadas com Mosteiros prometem apoiar na mitigação do mau ano agrícola – edil

  • PDF
Partilhar esta notícia

São Filipe, 05 Mar (Inforpress) – As câmaras portuguesas de Entroncamento, Azambuja e Ansião, com as quais Mosteiros tem acordo de geminação, prontificaram-se a apoiar este município a mitigar os efeitos do mau ano agrícola, informou hoje o edil mosteirense, Carlos Fernandino Teixeira.

O autarca, que efectuou de 16 a 26 de Fevereiro uma visita de trabalho a Portugal, disse que além do reforço da cooperação e da geminação, discutiu com os parceiros a questão relacionada com a mitigação dos efeitos do mau ano agrícola e a exclusão do município do programa governamental.

“Houve toda a sensibilidade dos parceiros dos Mosteiros, nomeadamente Entroncamento, Azambuja e Ansião, que se prontificaram a colaborar na concessão de sementes, pesticidas, alfaias agrícolas essenciais ao fomento de horticultura nas zonas baixa dos Mosteiros”, indicou.

Fernandino Teixeira explicou que uma das razões da sua visita era procurar parcerias para mitigar os efeitos do mau ano agrícola tendo em conta a “exclusão abusiva e propositada do Governo em relação a câmara que não comunga os mesmos ideais”.

Segundo o autarca, a visita foi coroada de êxito porquanto atingiu todos os objectivos preconizados e os resultados serão conhecidos brevemente quer para reduzir o impacto do mau ano agrícola, mas também com vantagem para os estudantes dos Mosteiros em Portugal, assim como a possibilidade de cooperação e geminação com mais uma câmara portuguesa.

Além das câmaras geminadas, durante a visita, a delegação dos Mosteiros estabeleceu contactos com instituições universitárias, nomeadamente os Institutos Politécnicos de Leiria e de Bragança onde há dezena de jovens a fazer a formação superior, tendo sido celebrado um acordo de cooperação com esta instituição.

Ao abrigo deste protocolo, os jovens dos Mosteiros terão uma redução de 50 por cento do valor da propina e, anualmente, serão concedidas 10 vagas em áreas distintas, devendo igualmente as câmaras geminadas comparticipar nos custos de formação dos jovens dos Mosteiros em Portugal.

A delegação, que integrava ainda a vereadora da área de Educação, Equidade do Género e Ensino Superior, segundo Fernandinho Teixeira, foi recebida pela autarca de Amadora, tendo ficado assente a possibilidade de assinatura de um protocolo de geminação e cooperação ainda no decorrer deste ano.

O edil mosteirense fez saber que o seu município está a trabalhar para a realização, a 14 de Agosto próximo, da segunda conferência das câmaras geminadas com Mosteiros.

JR/CP

Inforpress/Fim

Leia ainda - Artigos mais recentes: