26 Maio 2019

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Mosteiros: Câmara pode alargar cooperação descentralizada com Amadora (Portugal)

  • PDF
Partilhar esta notícia

São Filipe, 26 Fev (Inforpress) – A Câmara Municipal dos Mosteiros poderá alargar a cooperação descentralizada com outros municípios portugueses, nomeadamente o de Amadora, segundo o presidente da autarquia, Carlos Fernandinho Teixeira, que termina hoje uma visita de dez dias a Portugal.

A visita é realizada no quadro da cooperação descentralizada e o presidente da câmara dos Mosteiros foi recebido pela presidente da câmara de Amadora, Carla Maria Nunes Tavares, tendo a mesma prontificada em colaborar com o município cabo-verdiano em vários sectores.

As câmaras dos Mosteiros e Amadora (Portugal) vão trabalhar no desenvolvimento de parcerias em domínios com educação, água e saneamento, segundo o presidente da câmara dos Mosteiros.

Com o município de Entroncamento, geminado com Mosteiros, Carlos Fernandinho Teixeira e a vereadora da Educação, Equidade e Acção Comunitária, Maria Veiga, abordaram a questão do “mau ano agrícola” registado no município, tendo o autarca de Entroncamento mostrado solidário para com Mosteiros e garantiu que vai trabalhar com a sua irmã gémea no sentido de minimizar os efeitos do mau ano agrícola sobre as famílias.

Naquele município português, Carlos Fernandinho e a vereadora que o acompanha nesta deslocação visitaram alguns estabelecimentos educativos, culturais e de comércio.

Outro município geminado com Mosteiros visitado pela delegação foi a de Azambuja onde a questão de mau ano agrícola e o plano municipal de mitigação que carece de financiamento para a sua implementação foram também analisados.

Segundo o presidente da câmara dos Mosteiros, houve a demonstração de uma vontade dos dirigentes autárquicos de Azambuja em colaborar com os Mosteiros no sentido de driblar e minimizar os efeitos do mau ano agrícola.

Durante a visita, Carlos Fernandinho Teixeira analisou com o seu homólogo de Leiria a retoma do protocolo de cooperação e troca de boas práticas, abrangendo várias áreas de cooperação descentralizada, assinado em 2015 entre os presidentes dos municípios da região Fogo/Brava e das câmaras municipais que integram a Comunidade Intermunicipal de Leiria.

O protocolo abrange sectores de agro negócio, turismo, actividades criativas, educação, formação, cultura, inter-municipalismo e desporto, e tem por objectivo reforçar as relações socioculturais e económicas entre as duas regiões e rentabilizar os recursos visando o
desenvolvimento.

Igualmente assinou um acordo de cooperação com o Instituto Politécnico de Leiria abrangendo o intercâmbio de bibliografia técnica, científica e pedagógica, mobilidade de estudantes, técnicos e docentes, desenvolvimento de projectos e estudos, actualização do pessoal docente, técnico e administrativo, realização de eventos e prestação de serviços, de entre outras actividades.

No quadro do acordo, a Instituto Politécnico de Leiria concederá aos alunos do município dos Mosteiros dez vagas por ano nas condições de isenção da taxa de matrícula e redução em 50 por cento do valor da propina.

JR/AA

Inforpress/Fim

Leia ainda - Artigos mais recentes: