21 Maio 2019

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Quem foi São Filipe?

... Veja o vídeo
Quinta, 02 Maio 2019 12:15

Fogo: FATA e Rotas do Fogo promovem a décima mesa de diálogo da “Rede Natour Fogo”

  • PDF
Partilhar esta notícia

São Filipe, 08 Fev (Inforpress) – Os projectos “Fogo, Água, Terra, Ar” (FATA) e “Rotas do Fogo”, co-financiados pela União Europeia e executados pela ONG Italiana COSPE, reúnem-se hoje com os seus parceiros, na décima mesa de diálogo da “Rede Natour Fogo”.

A mesa de diálogo acontece nas instalações do Centro de Emprego e Formação Profissional Fogo/Brava, e vai analisar aspectos importantes relacionados com os dois projectos ligados ao sector do turismo, como apresentação dos módulos formativos em “gestão agroturismo”, mas também a apresentação da missão que se encontra na ilha para realização do vídeo de promoção turística.

Segundo uma nota de imprensa da ONG COSPE, a décima mesa de dialogo tem por objectivo a actualização das actividades realizadas nos últimos tempos, no quadro dos dois projectos, sendo que no âmbito do projecto “Rotas do Fogo”, além das actividades relativas ao modelo do agroturismo, serão socializados os quatro módulos do percurso formativo em “gestão de agroturismo”.

A definição dos critérios de selecção e identificação dos formandos ao percurso formativo e selecção dos participantes à visita de estudo em Santo Antão, bem como a criação de um comité de selecção para as candidaturas das casas a serem melhoradas segundo os princípios do modelo do agroturismo consta, igualmente, da agenda.

Relativamente ao projecto FATA, os participantes vão definir as actividades de sensibilização para a candidatura da “Reserva da Biosfera”, mas também apresentar o inquérito a ser dirigido aos turistas e a missão para realização do vídeo de promoção turística.

O projecto FATA tem como finalidade contribuir para o desenvolvimento do ecoturismo sustentável e solidário e valorização do património cultural, social e ambiental.

É cofinanciado pela União Europeia, em parceria com outros promotores, num valor global de 576 mil euros, mais de 63 mil contos cabo-verdianos, dos quais a União Europeia entra com 75 por cento (%), mais de 432 mil euros e os promotores em conjunto com 25%.

O projecto “Rotas do Fogo: modelo do agroturismo como reforço das organizações locais do turismo rural e sustentável na ilha do Fogo”, conta com um orçamento global de 553.430 euros dos quais 498 mil euros é a contribuição da União Europeia e a parte restante dos demais parceiros e instituições envolvidas e é implementado pela ONG COSPE.

JR/ZS

Inforpress/Fim

Leia ainda - Artigos mais recentes: