19 Março 2019

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Fogo: Luís Pires é candidato nas próximas eleições devido a “sucessivos adiamentos de quase tudo” em São Filipe (c/áudio)

  • PDF
Partilhar esta notícia

São Filipe, 01 Fev (Inforpress) – O vereador sem pasta e líder do Grupo Por Amor Incondicional a São Filipe (GPAIS – oposição), Luís Pires, é candidato às próximas eleições autárquicas para inverter os “sucessivos adiamentos de quase tudo” no município de São Filipe.

Numa conferência de imprensa ocorrida na tarde de quinta-feira na cidade de São Filipe, onde o líder do GPAIS discorreu sobre o estado de “abandono” a que está São Filipe, Luís Pires afirmou que “por causa dos sucessivos adiamentos de quase tudo, com sérios riscos de adiar São Filipe”, vão continuar sempre disponíveis e que estão a trabalhar um novo projecto autárquico capaz de integrar e valorizar todas as vontades de servir São Filipe.

Este disse que no dia da Liberdade, 13 de Janeiro, o edil fez um discurso “inadequado e violento”, mas assumiu publicamente o seu projecto de requalificação da orla marítima que prevê um calçadão de Fonte Bila à praia da Nossa Senhora de Encarnação, com árvores ao longo de toda a extensão, piscina de água salgada e viveiro de tartarugas.

Segundo Luís Pires, a actual equipa começou a “interpretar bem a sua poesia de desenvolvimento e resolveram assumir sem complexos a visão estratégica para o desenvolvimento de São Filipe”, indicando que afinal a “visão era tão boa que até ainda a actual equipa não conseguiu acrescentar nem mudar uma única vírgula”.

“Se os projectos em curso e previstos são os mesmos, se na visão estratégica não se acrescentou nada, se há sucessivos adiamentos, se com mais dinheiro há menos trabalho é porque o povo de São Filipe deve tirar a sua conclusão”, disse, observando que é por amor a São Filipe que está a preparar um novo projecto autárquico para 2020.

Questionado se será uma candidatura independente ou integrando a lista partidária, Luís Pires advogou que “os partidos são meios” e que o seu objectivo é São Filipe”, sublinhando que está disponível em congregar as vontades e formatar um projecto autárquico integrador, pese embora esteja disponível para dialogar com todos aqueles que estejam interessados no desenvolvimento de São Filipe.

A possibilidade de fazer parte da lista partidária não foi descartada, mas deixa o aviso que só o fará “depois de uma profunda transformação que renove, integre e valorize todos”.

Disse igualmente que continua aberto a dialogar com todos, mas sobretudo está a preparar um novo projecto autárquico integrador e com uma visão ainda, de longe, superior àquela que teve durante o seu mandato autárquico (2012-2016) e que não está sendo muito bem seguida, apesar de apropriada pelo novo executivo.

Este disse que quer trabalhar para servir São Filipe e está disposto a sentar à mesa para fazer o melhor possível para o município.

JR/ZS

Inforpress/Fim

Leia ainda - Artigos mais recentes: