21 Maio 2019

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Quem foi São Filipe?

... Veja o vídeo
Quinta, 02 Maio 2019 12:15

Fogo: Vice-primeiro-ministro promete uma solução para desbloquear o pedido de cedência de terreno estatal nos Mosteiros (c/áudio)

  • PDF
Partilhar esta notícia

São Filipe, 26 Jan (Inforpress) – O vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças, Olavo Correia, prometeu encontrar uma solução para desbloquear o pedido da empresa Fogo Coffee Spirit para a cedência de gestão dos terrenos estatais nas zonas altas dos Mosteiros.

Olavo Correia que efectua uma visita ao município dos Mosteiros e que este sábado tem agendada uma visita pelas instalações da empresa Fogo Coffee Spirit, em entrevista à Inforpress disse que njuntamente com o director do Património do Estado, que o acompanha nesta visita e do presidente da Câmara dos Mosteiros, vai encontrar uma solução para a questão.

“O terreno existe para servir as populações e temos que dar um valor ao terreno. Se há alguém  ou empresa a pedir e temos terreno, não vejo dificuldades e vamos seguramente encontrar uma solução que sirva o sector privado e o interesse do serviço puúblico”, disse o titular da pasta das Finanças que supervisiona o património de Estado.

A empresa “Fogo Coffee Spirit” solicitou há mais de quatro anos a transferência da gestão das propriedades que o Estado detêm nas zonas de cultivo do café, no município dos Mosteiros para valorizar o café do Fogo e expandir a área com fixação de novas plantas e consequente aumento da produção, mas ainda aguarda essa transferência.

No passado mês de Dezembro uma equipa do Ministério das Finanças esteve na ilha para definir, com maior rigor, as delimitações dos terrenos que o Estado possui na zona alta dos Mosteiros visando a cedência dos mesmos a esta Empresa.

As propriedades estatais nas zonas de cafeeiro no município dos Mosteiros ocupam uma área de aproximadamente 200 hectares de terreno, nas localidades designadas por Coxo, Matinho, Cova Cana e Djan Reca e que a empresa aguarda para serem cedidas para exploração.

A visita de Olavo Correia aos Mosteiros, iniciada sexta-feira, 25 de Janeiro, visa, segundo o mesmo, inteirar das potencialidades que existem e analisar com a edilidade o que se poderá fazer em termos de parceria, mas também escutar o sector privado, os empresários, promotores privados para que se possa criar as condições e oportunidades para o desenvolvimento.

Para isso, explica o governante, é necessário estar em diálogo permanente e ter um alinhamento institucional forte mas também um plano de acção que seja consistente e coerente.

Na sexta-feira, Olavo Correio visitou a repartição das Finanças e a delegação aduaneira e teve encontro com as forças vivas e operadores económicos do município, assim como um encontro com os jovens.

Este sábado, além de visitar as instalações da empresa Fogo Coffee Spirit, Olavo Correia visita também a adega de vinho Sodade, as obras realizadas no âmbito do contrato programa celebrado entre o Governo e a edilidade dos Mosteiros e participa na inauguração das obras de requalificação urbana, como as ruas de Queimada Guincho e Mosteiros Trás.

No seu regresso a São Filipe, no final do dia, Olavo Correia passará pelo município de Santa Catarina do Fogo onde visitará o espaço de balcão único da casa do cidadão, que deve ser inaugurado até final da próxima semana, e algumas obras financiadas no quadro do Fundo do Turismo naquele município.
JR/ZS

Inforpress/Fim

Leia ainda - Artigos mais recentes: