21 Janeiro 2019

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Fogo/Retrospectiva/Saúde: Instalação do serviço ambulatório de otorrino e cirurgias de catarata são destaques no sector

  • PDF
Partilhar esta notícia

São Filipe, 31 Dez (Inforpress) – A instalação do serviço ambulatório de otorrinolaringologia e início das cirurgias de cataratas foram as acções promovidas pelo hospital regional São Francisco de Assis que se sobressaem no ano de 2018 na ilha do Fogo.

O serviço de otorrinolaringologia, que contempla um aparelho de audiometria, começou a funcionar graças à doação de materiais e equipamentos de um especialista italiano, já falecido.

No quadro da cooperação descentralizada com associações internacionais, hospitais e especialistas italianos, prevê-se para 2019 a instalação de um serviço ambulatório de gastroenterologia, cujo projecto foi socializado em Novembro.

No decorrer de 2018 o serviço de oftalmologia do hospital iniciou a cirurgia de catarata, dando assim resposta aos pedidos pendentes e reduzindo a transferência de doentes para os hospitais centrais para este tipo de cirurgia. Com a vinda de uma equipa de especialistas italianos mais de duas centenas de pacientes da região Fogo/Brava e de outras ilhas foram submetidas a intervenções cirúrgicas de catarata.

Durante o ano de 2018 o hospital regional, no quadro das parcerias estabelecidas com várias organizações internacionais, recebeu várias equipas de especialistas que ajudaram a dar respostas às demandas dos pacientes.

No início de ano chegou uma missão de profissionais voluntários de saúde do St. Paul Medical Services que durante uma semana atendeu pacientes nas ilhas do Fogo e da Brava, tendo realizado uma segunda missão no último trimestre do ano.

Uma equipa médica da universidade Cardenal Herrera, Valência (Espanha) constituída por 12 elementos de entre estomatologistas, auxiliares e alunos desta área de medicina, efectuou uma missão solidária a Cabo Verde, concentrada na região Fogo/Brava.

Dos Estados Unidos da América, através de uma parceria com a Fundação Casa das Bandeiras chegou uma equipa médica integrada por 21 elementos, de entre médicos e enfermeiros, ligados ao sector de estomatologia, para consultas gratuitas nesta área, sobretudo a crianças em idade escolar (jardim de infância e escola básica).

De Itália, no quadro dessa parceria vieram vários especialistas em áreas como gastrenterologia, endoscopia, otorrino, oftalmologia, cirurgia, anestesistas, especialidades de que o hospital apresenta carências, mas também especialistas nas áreas de cirurgia plástica, cirurgia geral e  anestesistas que deram início a um trabalho para tratamento das sequelas dos doentes oncológicos, isto sem contar com técnicos e especialistas nacionais que se deslocam com frequência à ilha para apoiar o hospital regional nas áreas em que não tem especialidade.

A transformação progressiva do hospital regional Fogo/Brava “São Francisco de Assis” num centro de cirurgia oftalmológica de referência, continua a ser o “sonho” da equipa de especialistas e da direcção deste estabelecimento hospitalar, quer através de investimentos como de parcerias com várias organizações, nacionais e internacionais na área de saúde.

Outros aspectos a salientar no sector da saúde foram a abertura do serviço de fisioterapia, criação de uma biblioteca e remodelação da sala de reunião baptizada com o nome “enfermeiro Mário César”, em homenagem a este profissional de saúde, abertura de um espaço para interrupção voluntária de gravidez nas instalações do antigo hospital.

A remodelação da antiga maternidade para instalação da sede da região sanitária Fogo e Brava, instalação de um parque fotovoltaico para fornecimento de energia solar ao hospital, diminuindo em cerca de 70 por cento as despesas com consumo de energia, são de entre várias acções implementadas no sector de saúde no decorrer do ano de 2018.

JR/ZS

Inforpress/Fim

Leia ainda - Artigos mais recentes: