16 Novembro 2018

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Ilha do Fogo: Edilidade de São Filipe está a trabalhar com MAA a extensão do projecto de fruticultura a 250 famílias

  • PDF
Partilhar esta notícia

São Filipe, 14 Set (Inforpress) – A Câmara de São Filipe está a trabalhar com o Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA) a extensão do protótipo do projecto de desenvolvimento de fruticultura para, pelo menos, 250 famílias do município.

Em entrevista à Inforpress, o edil Jorge Nogueira, disse que a câmara tem em curso um protótipo de projecto de fruticultura que está sendo implementado em Monte Genebra, contemplando dez famílias para demonstrar que a fruticultura é de facto um dos sectores “importantes” para o desenvolvimento da economia do município e assim poder trabalhar com o MAA num projecto maior para 200 a 250 famílias.

“O que queremos é ter escala, porque só podemos falar de fruticultura se tivermos capacidade de produzir grande quantidade que vai permitir aos investidores entrar para a comercialização das frutas e a transformação de uma boa parte e vender os produtos com a marca Fogo”, disse Jorge Nogueira.

Segundo o autarca, a edilidade definiu a fruticultura e a agroindústria, assim como o turismo, como as “prioridades das prioridades” para o desenvolvimento económico de São Filipe.

Para a implementação do projecto, a câmara está a negociar com o MAA a realização de mais três furos de prospecção de água subterrânea para agricultura, cuja execução vai iniciar brevemente, assegura o edil, já que a máquina se encontra na ilha do Fogo.

Com a execução de três novos furos mais os outros quatro que foram reabilitados, a ilha passará a dispor de quantidade de água suficiente para dar suporte ao projecto de fruticultura e uma parte para horticultura para o consumo interno já que se trata de um sector em que os produtos têm pouca concorrência, razão pela qual a aposta é na fruticultura.

JR/ZS

Inforpress/Fim

Leia ainda - Artigos mais recentes: