16 Novembro 2018

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Ilha do Fogo: Bombeiros municipais de Santa Catarina e dos Mosteiros concluem acção de formação

  • PDF
Partilhar esta notícia

São Filipe, 13 Set (Inforpress) – Quatro dezenas de formandos do curso de bombeiros municipais de Santa Catarina do Fogo e dos Mosteiros concluem sexta-feira a acção de formação com carga horária de 176 horas.

No município de Santa Catarina a cerimónia de investidura dos 20 bombeiros está programada para as 11:00 no edifício dos Paços do Concelho com entrega de certificado aos formandos e demonstração de salvamento de grande ângulo.

Na ocasião, o presidente do Serviço Nacional de Protecção Civil e Bombeiros (SNPCB), Renaldo Rodrigues, que juntamente com o edil de Santa Catarina, Alberto Nunes, preside à cerimónia, faz a entrega de uma viatura e combate ao incêndio àquele município e vários materiais de bombeiros e de emergência.

Já nos Mosteiros, a cerimónia de investidura dos bombeiros municipais está agendada para a tarde de sexta-feira, 14, contando com a presença do presidente do Serviço Nacional de Protecção Civil e Bombeiros (SNPCB) e pelo edil dos Mosteiros, Carlos Fernandinho Teixeira.

Além da investidura dos bombeiros voluntários dos Mosteiros, aos jovens na faixa etária dos 18 aos 35 anos, e outros técnicos que, pela experiência e pelos anos ao serviço da protecção civil municipal, foram convidados a participar na acção de capacitação, num total de 176 horas, com entrega de certificados e alguns materiais de bombeiros e emergência, proceder-se-á à inauguração do novo Centro de Protecção Civil de Mosteiros e doação de alguns equipamentos.

A formação, que decorreu em simultâneo nas cidades de Cova Figueira (Santa Catarina) e Igreja (Mosteiros), teve o seu início a 20 de Agosto e o término a 13 de Setembro.

Os participantes foram capacitados em matérias relacionadas com o sistema nacional de protecção civil, o serviço de bombeiros, a educação física e ordem unida, a estratégia de comunicação/sensibilização, o sistema de comando e incidente, os riscos potenciais da ilha do Fogo, os primeiros socorros e suporte básico de vida, as operações de extinção de incêndios urbanos e florestais e o sistema de informação geográfica.

JR/ZS

Inforpress/Fim

Leia ainda - Artigos mais recentes: