21 Maio 2019

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Ilha do Fogo: Empresa Suinave disponibiliza a título experimental palha importada para criadores da ilha

  • PDF
Partilhar esta notícia

São Filipe, 13 Jul (Inforpress) – A empresa Suinave disponibiliza pastos (palha) importados aos criadores da ilha do Fogo, a título experimental, em alternativa à ração e a comercialização em escala maior vai depender da sua aceitação.

Os primeiros 60 fartos de 27 e 30 quilos chegaram quarta-feira à ilha do Fogo e, segundo o proprietário, José Eduardo Tavares, esta primeira leva visa testar como o mercado funciona e, se houver necessidade de abastecer a ilha com maior quantidade, a empresa vai fazê-lo pelo mesmo preço praticado na ilha de Santiago.

O pasto importado pode ser adquirido com vales-cheques, no quadro do programa de mitigação da seca e do mau ano agrícola, pilar de salvamento de gado, mas a empresa continua a disponibilizar ração para todos os tipos de animais e aves, assim como polpa de beterraba.

Segundo o proprietário da Suinave, devido as dificuldades na aquisição, as pessoas têm estado a especular muito os medicamentos fornecidos por esta empresa, que chegam a ilha do Fogo a um preço cerca de três vezes mais do praticado em Santiago.

A empresa está na ilha do Fogo desde 2002 e, depois de um afastamento, regressa com retoma de venda de ração animal e medicamentos, anotando que “a ilha do Fogo está completa tanto na alimentação como saúde animal, inclusive vacinas e desparasitantes”.

Segundo este empresário, a disponibilização de ração e medicamentos constitui uma oportunidade para não deixar os animais morrerem e que a equipa da empresa está habilitada e capacitada para dar assistência técnica, mesmo que for à distância.

“Só podemos fazer bom negócio se há animais e, se não há animais não vale a pena pensar no negócio”, disse José Eduardo Tavares indicando que se os criadores desaparecem as fábricas de ração e lojas deixam de ter sentido.

JR/CP

Inforpress/Fim

Leia ainda - Artigos mais recentes: