19 Maio 2019

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Independência/43 anos: 5 de Julho assinalado no Fogo com reflexão sobre luta armada e a edificação do Estado democrático

  • PDF
Partilhar esta notícia

São Filipe, 05 Jul (Inforpress) – O Dia da Independência Nacional foi assinalado hoje a nível da ilha do Fogo com uma jornada de reflexão sobre a luta de libertação e o processo da edificação do Estado de direito democrático.

A jornada de reflexão em apreço, promovida pela Comissão Politica Regional do Fogo (CPR) do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV-oposição), na cidade de Igreja, Mosteiros, incluía também um programa de actividades, culturais, recreativas e desportivas.

Duas comunicações relacionadas com a temática, sendo uma sobre “a luta de libertação e a Independência de Cabo Verde” e outra “PAICG-CV e a edificação do Estado, a democratização política e a infra-estruturação do país” foram apresentadas por Manuel Andrade Gomes e Fábio Vieira dando lugar depois a um debate entre participantes.

Na abertura da jornada, o vice-presidente da CPR, Fábio Vieira traçou a caminhada de Cabo Verde, enquanto país independente, indicando que a nível do seu partido regista-se uma nova dinâmica em que o partido passa a ser assumido de base para o topo e não no sentido contrário e com militantes cada vez mais organizados.

Na ocasião, Vieira disse que o país está “desgovernado” e que há necessidade de se adoptar novas atitudes perante o processo de desenvolvimento, tendo realçado ainda que há um conjunto de desafios que se impõem ao seu partido visando a vitória no ciclo eleitoral 2020/21 a nível da ilha do Fogo.

Segundo este responsável, a renovação das estruturas locais do partido, se enquadram nesta perspectiva e estratégia, pelo que e vão ser implementadas, assim como a necessidade de se proceder à formação dos militantes de base para o combate político bem como a actualização da base de dados para se poder atingir os objectivos.

A jornada de reflexão em apreço deu lugar também a uma sessão cultural com actuação de grupo de dança Ana Procópio de Campanas de Baixo e de grupo musical dos Mosteiros.

JR/FP

Inforpress/Fim

Leia ainda - Artigos mais recentes: