22 Março 2019

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Ilha do Fogo: Centro de Emprego com várias ofertas formativas em curso e em carteira para este ano

  • PDF
Partilhar esta notícia

São Filipe, 14 jun (Inforpress) – O Centro de Emprego e Formação Profissional Fogo/Brava (CEFPFB), no quadro do eixo “formação profissional”, que é uma das componentes do IEFP tem várias ofertas formativas em curso e em carteira para este ano.

O coordenador do CEFPFB, José António de Pina, disse que no quadro da política de formação profissional, o centro concluiu recentemente a acção de formação em fiscalidade destinada aos operadores económicos de São Filipe, anotando que esta acção foi trabalhada em parceria com a Pro-empresa na sequência de uma outra formação realizada no ano passado ligada a contabilidade de gestão.

Como a questão do planeamento financeiro e a contabilidade é um ramo associado a fiscalidade, o centro, explica, José António de Pina, decidiu promovemos esta acção de capacitação, com enfoque nas questões concretas e práticas do dia-a-dia dos empresários, sobretudo na sua relação com o fisco, visando desmistificar a problemática do pagamento dos impostos e a necessidade da cidadania fiscal.

Além desta acção, o CEFPFB está a ministrar uma acção formativa na área de gestão contabilística, com duração de 19 meses, beneficiando 23 jovens, para prepara-los e qualifica-los para promoção de emprego.

Em parceria com a edilidade de Santa Catarina do Fogo e outras instituições está a decorrer dois cursos nos domínios de agricultura e pecuária, em Monte Genebra, beneficiando exclusivamente jovens do município de Santa Catarina.

Para estes dois cursos, a edilidade identificou os beneficiários, a OMCV funcionou como intermediária no processo de financiamento, a Associação dos Trabalhadores de Monte Genebra (Tragopecu) co-financia a formação, disponibilizando duas salas, espaço para produção de queijo e parcela para prática agrícola, e a delegação do Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA) disponibiliza água, além de identificação e selecção dos conteúdos a serem trabalhados, numa espécie de assistência técnica.

Já em parceria com a ONG Italiana, Cospe, através do projecto “Rotas do Fogo”, o centro ministra em Chã das Caldeiras uma acção de capacitação, em inglês, para os guias turísticos daquela localidade, perspectivando para uma segunda fase o reforço da língua inglesa, mas também de outras como francesa e alemã, fornecendo “ferramentas” aos guias para melhor desempenhar as suas tarefas.

Para São Filipe, o CEFPFB tem programado o arranque de formação nas áreas de atendimento público (técnicas e praticas), capacitação em inglês, mas também curso de qualificação nos domínios de cozinha, gestão de produção agropecuária, serviços/alimentos e bebidas, e de iniciação profissional como instalação e manutenção de equipamentos de climatização e refrigeração, capacitação em francês, formação pedagógica inicial de formadores, electromecânico auto.

Segundo o coordenador do centro, no âmbito de parceria e protocolo assinados entre Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) e as Câmaras Municipais, onde o instituto não tem estruturas físicas desconcentradas, foi elaborado um plano de acção municipal que tem uma serie de acção de formação que vão ser desenvolvidas.

Para Santa Catarina, além dos dois cursos já iniciados, o centro prevê a realização de formação em atendimento público e transformação de produtos locais, e para os Mosteiros, a capacitação na área de construção de botes, gestão de pequenos negócios, transformação de produtos locais e pescados e construção civil.

Para a ilha Brava, além do projecto na área de promoção de auto emprego que arranca no dia 27 de Junho, o centro tem programado para o dia 28, a abertura da formação pedagógica de formadores, a primeira que se realiza na ilha, com objectivo de criar um núcleo de formadores que trabalham com o IEFP este e nos próximos anos.

Prevê-se ainda outras formações nomeadamente nos domínios de gestão de pequenos negócios, capacitação, informática, transformação de produtos agro-alimentares.

José António de Pina indica que a nível macro o IEFP tem um protocolo com a Unidade de Coordenação Técnica do programa POSER e as acções de formação que este programa vai implementar, passarão a ser feito em parceria com o IEFP, estando neste momento a ser montado as acções formativas.

JR

Inforpress/Fim

Leia ainda - Artigos mais recentes: