16 Novembro 2018

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Ilha do Fogo: Promotores de campanha de limpeza em Fonte Bila apelam as pessoas para não jogarem lixo na encosta e na praia

  • PDF
Partilhar esta notícia

São Filipe, 05 Jun (Inforpress) – Os promotores da campanha de limpeza da praia de Fonte Bila apelam aos moradores da zona baixa da cidade e a população para evitarem jogar o lixo pela encosta dessa praia.

A iniciativa, realizada hoje no quadro das actividades para assinalar o Dia Mundial do Ambiente, foi promovida pelo serviço de saneamento e pelo projecto “Rotas do Fogo: modelo do agroturismo como reforço das organizações locais do turismo rural e sustentável na ilha do Fogo”.

Segundo a organização, a campanha de limpeza, que decorreu entre as 07:00 e as 11:00, contou com uma “boa participação” de pessoas, que recolheram lixos numa parte da praia, da encosta e num dos acessos.

Esta é uma actividade esporádica, disse o responsável do projecto “Rotas do Fogo”, Giovanni Barbagli, para quem é importante que a população esteja sensibilizada para a questão ambiental.

A realização da campanha limpeza e de uma marcha sobre a preservação da tartaruga e aves marinhas, promovidas pelos projectos implementados pela ONG italiana, Cospe, visa também pôr fim a extracção de inertes na praia de Fonte Bila.

A maior parte do lixo recolhido nas encostas e na praia de Fonte Bila era sacos e garrafas de plásticos, mas também garrafas de vidros que são atiradas pela encosta ou deixadas nas praias pelos utilizadores.

O director do Serviço de Saneamento da edilidade de São Filipe, Luís Dias, disse que esta campanha marca o início de um projecto de valorização das praias do município como instrumentos de turismo, recreação, espaço desportivo e de lazer, e para momentos de reflexão, anotando que trata-se de um projecto “árduo e vasto” para médio e longo prazos e não baseado numa simples campanha de limpeza.

O projecto, explicou, vai ao encontro do programa da câmara que visa a construção de orla marinha, contenção de encosta, substituição das espécies em São Filipe, inclusive nas encostas das praias de mar, sublinhando que é um projecto trabalhado com várias instituições públicas e privadas e parceiros com visão turística para São Filipe, contando com apoio do “Rotas do Fogo”.

Questionado se o projecto não vai colidir com a extracção de inertes na praia de Fonte Bila, o responsável camarário respondeu que todo o projecto de valorização visa encontrar uma solução para apanha de areia.

Observou, entretanto, que esta questão será trabalhada com instrumentos de apoio a esta problemática e será analisada como pode contribuir para a resolução da situação, começando com a valorização da praia, requalificação e protecção das encostas até resolver o problema de apanha de areia.

O Dia Mundial do Ambiente foi ainda assinalado a nível de São Filipe com uma marcha com alunos de jardins-de-infância do Ensino Básico Integrado visando a sensibilização da população para a preservação e protecção do meio ambiente.

JR/CP

Inforpress/Fim

Leia ainda - Artigos mais recentes: