25 Junho 2018

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

São Filipe: Condutores e proprietários de transportes revoltados com cinco meses de atraso da Câmara no pagamento do transporte de alunos

  • PDF
Partilhar esta notícia

Proprietários das viaturas de aluguer que asseguram o transporte escolar diário, de mais de mil alunos do ensino secundário do município de São Filipe, estão revoltados com a Câmara. É que há cinco meses que a edilidade não vem cumprindo com o pagamento do serviço prestado . Por isso, ameaçam partir por outras formas de luta, caso o executivo de Jorge Nogueira não mande resolver o problema o mais rapidamente possível.

Um grupo de condutores e de proprietários de viaturas que assegura o transporte escolar de alunos da zona sul e centro de São Filipe, procurou este jornal para manifestar o seu descontentamento perante a dívida de frete acumulada que a Câmara tem com eles. Ameaçam recorrer a outras formas de luta - não está descartada a suspensão do transporte dos alunos a curto prazo - se aos cinco meses de subvenção não forem saldados.

“Estamos indignados com a situação, já que existe um contrato no qual estão estabelecidos compromissos a serem respeitados entre as duas partes. Além disso, os preços dos combustíveis sofreram um aumento generalizado e significativo desde sexta-feira, 01, de modo que não temos como abastecer suficientemente os nossos veículos que estão ao Serviço da Câmara para transporte de alunos. Exigimos uma posição da edilidade sobre esse problema”, deixa escapar um dos proprietários ouvido por este jornal.

Para atenuar a situação, sugerem que lhes sejam concedidos senha para combustível, em que depois a Câmara pode, no momento do pagamento, fazer acertos de contas.

Recorde-se que o transporte escolar dos alunos do interior que estudam na Escola Secundária Dr. Teixeira de Sousa, na cidade de São Filipe, foi assumido na totalidade, pela Câmara Municipal, representando uma despesa mensal de mais dois mil contos.

Entretanto, até ao fecho da edição deste jornal foi impossível recolher a reação do Presidente da Câmara ou do vereador pela área da Educação de S.Filipe. Por isso, prometemos depois retomar essa matéria com os esclarecimentos da Edilidade, caso esta venha-se mostrar disponível.
CL

Leia ainda - Artigos mais recentes: