22 Outubro 2018

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Ilha do Fogo: Hospital regional inicia cirurgia de catarata a partir de Junho

  • PDF
Partilhar esta notícia

São Filipe, 11 Mai (Inforpress) – O hospital regional Fogo e Brava “São Francisco de Assis” inicia a partir de Junho a cirurgia de catarata de modo a atender aos vários pedidos pendentes.

O serviço de Oftalmologia do hospital adiantou à Inforpress que está a contactar os pacientes que necessitam de intervenção cirúrgica neste domínio para exames prévios de cirurgia para cálculo de lentes para posterior intervenção.

Assim, todos os pacientes diagnosticados pelo hospital regional Fogo e Brava “São Francisco Assis” com catarata e que estão na lista para serem submetidos a intervenção devem comparecer no serviço de Oftalmologia todos os dias úteis no período da tarde, a partir das 14:00, para exames prévios.

Segundo apurou a Inforpress junto deste serviço, os exames prévios são gratuitos e constituem um dos requisitos para a cirurgia de catarata.

A realização deste tipo de cirurgia, que é mais complexa, acontece cerca de quatro meses depois do serviço de Oftalmologia do hospital regional São Francisco de Assis ter iniciado as cirurgias oftalmológicas básicas.

Na altura, o director do hospital, Evandro Monteiro, disse à Inforpress, que este estabelecimento hospitalar fez os investimentos necessários, nomeadamente a aquisição de ferros cirúrgicos em quantidade suficiente para que a equipa técnica local possa efectuar as cirurgias.

Até este momento o especialista na área de oftalmologia já realizou cerca de uma centena de cirurgias de dipterígia.

No final do corrente mês de Maio (29), o hospital receberá a visita do especialista italiano da área de oftalmologia, Valério Piccirilo, que, durante duas semanas, vai efectuar cirurgias de catarata de parte dos mais de 200 pacientes seleccionados, estando o serviço de Oftalmologia a estabelecer contactos com esses pacientes e a preparar todo os materiais necessários para tal.

Segundo o director do hospital, os equipamentos, as lentes e outros materiais para a cirurgia já estão no hospital.

Durante a visita do especialista do hospital de Nápoles, o mesmo que estabeleceu os contactos para a formação de curta duração de uma enfermeira, vai tentar realizar o máximo número possível de cirurgias de catarata.

Há pouco mais de um ano, a lista de pacientes do hospital regional São Francisco de Assis que aguardavam por uma intervenção cirúrgica oftalmológica para retirada de catarata ultrapassava os 300, sendo que parte dos necessitados foi transferida para o hospital central da Praia.

JR/JMV

Inforpress/Fim

Leia ainda - Artigos mais recentes: