22 Janeiro 2019

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Ilha do Fogo: Artista Paulo Pina retrata em telas políticos pós-independência

  • PDF
Partilhar esta notícia

São Filipe, 30 Abr (Inforpress) – O artista plástico Paulo Pina tem patente na Casa das Bandeira, em São Filipe, uma exposição de telas com os políticos que dirigiram o país pós-independência, entre presidentes da República, primeiros-ministros e presidentes da Assembleia Nacional.

Os presidentes da República Aristides Pereira, António Mascarenhas Monteiro, Pedro Pires, que também foi primeiro-ministro, e Jorge Carlos Fonseca, os primeiros-ministros Carlos Veiga, José Maria Neves e Ulisses Correia e Silva, e os presidentes da Assembleia Nacional Abílio Duarte, António Espírito Santo, Aristides Lima, Basílio Mosso Ramos, Jorge Santos, estão retratados na exposição.

Para além dos governantes, o artista quis mostrar figuras que marcaram o país como o pai das nacionalidades guineense e cabo-verdiana, Amílcar Cabral (1924-1973), e o diplomata, jurista, escritor e compositor Renato Cardoso (1951-1989).

A exposição, que decorre de 25 de Abril a 01 de Maio, acontece no âmbito das festividades de Nho São Filipe e da Bandeira, segundo contou Paulo Pina em declarações à Inforpress, com o objectivo de homenagear e chamar atenção aos políticos para fazerem um “trabalho melhor” e ao povo que “reconheça” o trabalho dos políticos.

“Ultimamente o povo não tem estado a acreditar nos políticos, mas são eles que dirigem o país e se Cabo Verde está assim hoje é graças a eles”, frisou o artista plástico que tem exposto na Casa das Bandeiras, anualmente, desde 2012 e sempre por altura das festas de Nho São Filipe e da Bandeira.

Em 2017, Paulo Pina aproveitou o centenário do desenterro da bandeira de São Filipe para apresentar ao público uma exposição sobre os “refundadores e continuadores da bandeira”, representando figuras ligadas à esta manifestação cultural.

Entre as figuras estavam Nho Aníbal, Alvro Henrique, Tchitchite, Pedro de Amélia, Zinha Puchim, Maria Rompe, Chico Barbosa, Papa Kerena, Diminguinha Truca e Júlia Bedja.

No próximo ano, o artista plástico, que é também professor, pensa fazer uma exposição em homenagem ao Teixeira de Sousa, transportando e retratando em telas, os contos do autor de “Contra Mar e Vento”.

Com dezenas de exposições apresentadas na ilha do Fogo, Paulo Pina, que realizou a sua primeira mostra em 1998, disse ter já exposto também nas ilhas de Santiago e Brava e que na diáspora apresentou as suas obras nos Estados Unidos.

DR/CP

Inforpress/Fim

Leia ainda - Artigos mais recentes: