22 Março 2019

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Ilha do Fogo: Câmara de Comércio de Sotavento aposta na formação de empresários da ilha – Jorge Spencer Lima

  • PDF
Partilhar esta notícia

São Filipe, 26 Abr (Inforpress) – A Câmara de Comércio, Industria e Serviços de Sotavento pretende investir na formação dos empresários e empregados das empresas para que estejam melhores preparados para enfrentar os desafios do futuro do Fogo, disse hoje o presidente desta instituição.

Segundo Jorge Spencer Lima, que falava no encontro empresarial realizado hoje em São Filipe, a Câmara de Comércio está a reorganizar a sua delegação na ilha do Fogo e para tal já reforçou a equipa com mais uma pessoa, tendo indicado que neste momento através de uma parceria com a Pro-empresa e a Casa do Cidadão, já estão a prestar serviços dessas instituições na sede em São Filipe.

“O objectivo é ir um pouco mais além e investir na questão de formação”, reforçou Jorge Spencer Lima, notando que estão a negociar com a Câmara Municipal um novo espaço onde os três serviços vão ser instalados, dando lugar também a uma sala de formação para empresários e empresas, porque há necessidade de uma requalificação às empresas, melhorar e organizar a sua gestão para que possam dar mais lucro.

Spencer Lima, indicou ainda, que a Câmara de Comércio há muito tempo está a insistir na unificação do território nacional, através da reorganização do sector dos transportes em Cabo Verde, seja marítimo como aéreo, mostrando-se convicto de que com a solução a ser encontrada pelo Governo, a ilha do Fogo vai ter mais e melhor ligação com Santiago, mas também com outras ilhas, já que em determinados momentos “há excedente de produção de determinados produtos agrícolas que estragam por falta de escoamento e de transporte para  outras ilhas”.

No final do encontro empresarial, o vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças, Olavo Correia, disse que o Governo acredita que Cabo Verde tem talento empresarial, a nível tecnológico, mas os empresários precisam de um quadro para poderem colocar o talento à disposição do país.

“Os empresários precisam de acesso ao financiamento e o Governo tem de ajudar para aqueles que querem trabalhar, tenham boas ideias, sejam responsáveis e tenham bons projectos que lhes permitam ter o financiamento necessário para concretização dos mesmos”, disse Olavo Correia, para quem é preciso que toda a administração tenha uma atitude pró empresa e pro empresarial e que seja um elemento facilitador e não bloqueador do sistema.

Este encontro foi promovido através de uma parceria entre a Câmara de Comércio de Sotavento (CCS), a CV Móvel, a Pró-Empresa e a Câmara Municipal de São Filipe, e enquadra-se nas actividades das festas do Dia do Município e da Bandeira de São Filipe.

JR/FP

Inforpress/Fim

 

 

Leia ainda - Artigos mais recentes: