22 Setembro 2018

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Fogo: Escola Materna com nova cara

... Veja o vídeo
Sábado, 01 Setembro 2018 22:45

Klav Kriolu - Fogo Fogo N' Bem de fora

... Veja o vídeo
Sábado, 01 Setembro 2018 20:15

Ilha do Fogo: Equipa da Universidade de Santiago em visita para preparar 9ª edição do “Rotas do Arquipélago”

  • PDF
Partilhar esta notícia

São Filipe, 10 Abr (Inforpress) – Uma equipa da Universidade de Santiago (US) chefiada pelo seu reitor, Gabriel Fernandes encontra-se na ilha para preparar a 9ª edição do programa “Rotas do Arquipélago” que decorrerá entre 13 a 20 de Maio nos três municípios.

A equipa que iniciou segunda-feira a visita, que termina na sexta-feira, 13, vai estabelecer contactos envolver todas as instituições, parceiros e decisores locais para que o evento possa ter maior impacto possível.

O reitor da Universidade de Santiago, Gabriel Fernandes, disse que o “Rotas do Arquipélago” é um programa de extensão universitária e que possibilidade uma interacção muito estreita entre a comunidade académica e a sociedade em geral, anotando que a US já esteve em todas as ilhas de Cabo Verde, excepto São Nicolau, e vai estar pela terceira vez na ilha do Fogo entre os dias 13 a 20 de Maio.

Durante uma semana a US pretende realizar actividades de carácter sociocultural, de voluntariado, sendo que as actividades envolverão sessões formativas, indicando que é no quadro da preparação desse leque de eventos que a equipa da US resolveu visitar a ilha para uma articulação com as instituições e parceiros locais.

Esta edição do “Rotas do Arquipélago”, segundo Gabriel Fernandes, vai cobrir os três municípios da ilha, indicando que do programa prevê a realização de um grande fórum em São Filipe sobre o tema “turismo sustentável na região Fogo e Brava”, um fórum sobre educação em Santa Catarina e um outro sobre a saúde, nos Mosteiros.

A US tem 26 alunos a nível da ilha, que estão a fazer o complemento de licenciatura em enfermagem e, segundo explicou o reitor do US, a ideia é esses formandos sejam envolvidos na promoção de acções em prol da saúde e da população.

Além disso, acrescentou, a universidade trará alunos da ilha de Santiago para junto avançar com acções formativas a nível de suporte básico de vida, de formação e realização de feira de profissões, programas de sensibilização, programas de formação ao nível de protocolo e atendimento ao público, gestão de pequenos negócios, empreendedorismo, segurança digital, anotando que prevê-se um leque de actividades em prol dos jovens e das instituições, para cujo sucesso a US está a pensar no envolvimento forte dos parceiros locais da ilha,

A equipa, que já se reuniu com a delegada de Saúde de São Filipe, director da escola secundaria Dr. Teixeira de Sousa e com a escola privada, Académica do Fogo, segundo o reitor, vai estabelecer contactos com as três câmaras municipais, delegações escolares, estabelecimentos de ensino, Delegacia de Saúde, porque, segundo explicou, a US pretende envolver todas as instituições, os parceiros, os decisores locais para que o evento possa ter maior impacto possível.

Segundo o mesmo a ideia é que o seu desdobramento seja duradoiro, porque, observa, a universidade não quer ter uma acção pontual e que termine por aqui, mas envolver os alunos nas actividades que emanarão dessas medidas.

O programa será basicamente um “marco simbólico” no decurso do qual terá outras tantas actividades, acções de capacitação e a partir do programa reforçar as parcerias e envolver os parceiros na busca de soluções para a população.

JR/AA

Inforpress/Fim

Leia ainda - Artigos mais recentes: