20 Janeiro 2019

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Ilha do Fogo: Apóstolo de Distrito da Igreja Nova Apostólica satisfeito com desenvolvimento e aceitação da Igreja

  • PDF
Partilhar esta notícia

São Filipe, 23 Mar (Inforpress) – O apostolo de Distrito e presidente da Igreja Nova Apostólica da Alemanha Ocidental, Reine Storck, que coordena, entre outros, os países de expressão portuguesa, mostra-se satisfeito com o desenvolvimento e aceitação desta igreja na ilha do Fogo.

Reine Storck, que iniciou hoje uma visita de dois dias à ilha do Fogo, disse que é importante conhecer pessoalmente os países sob sua jurisdição, indicando que a sua visita não é só para conhecer a ilha, já que está também muito interessado em conhecer como as pessoas vivem, particularmente as comunidades Nova Apostólica.

O apostolo de Distrito, que visitou a ilha do Fogo há quatro anos e que vai ter encontro com os membros da Igreja, sendo sexta-feira, nos Mosteiros, e sábado em São Filipe, disse que a sua Igreja está a desenvolver-se muito bem.

“Somos bem aceites na sociedade e também pelas autoridades governamentais. Somos uma igreja de entre muitas outras, mas nas últimas décadas conseguimos firmar na sociedade e temos uma situação estável na comunidade, e isso nos alegra”, disse Reine Storck, indicando que o objectivo é manter a boa posição e estabilidade, tanto no domínio da fé como em outros âmbitos, e ter um bom desenvolvimento.

Segundo o responsável, assim como na vida está-se sempre a aprender e nunca se pode parar de aprender a igreja tem de fazer a mesma coisa e aprender sempre.

Há sensivelmente três anos, um grupo de 34 famílias de baixa renda dos três municípios da ilha, que viviam em condições sub-humanas e sob ameaça constante do desabamento do tecto das suas casas, beneficiaram de apoios para reabilitação/substituição de tecto e construção de casas de banho, através de implementação do programa da organização de caridade (NAK-Karitativ) ligada à Igreja Nova Apostólica, com sede em Alemanha.

Questionado se a ONG ligada á sua Igreja poderá implementar projectos do género em Cabo Verde, Reine Stocker respondeu que a organização tem vertente de caridade, mas as suas acções são financiadas pelas doações dos membros da Igreja e, por isso, os seus recursos financeiros têm limitações.

Segundo Reine Storck, a Igreja assiste 50 países no mundo inteiro e tenta ser justo na forma como distribuiu os seus recursos, acrescentando que em Cabo Verde, na Cidade da Praia, tem a funcionar um jardim infantil, uma agência funerária com uma loja para poder acompanhar as pessoas nos momentos difíceis e que ainda este ano tenciona ter pronto para implementar um posto médico.

O posto médico existe neste momento e funciona no mesmo espaço do jardim infantil e com um médico que assiste as crianças, esclareceu, indicando que a ideia é criar um serviço mais abrangente que contempla além das crianças do infantário, as pessoas da comunidade.

A direcção da Igreja está em contacto com as autoridades para poder implementar este projecto o quanto antes.

A nível do Fogo, além do apoio aquando da erupção vulcânica e da intervenção na reabilitação do tecto e construção de casas de banho, este responsável da Igreja Nova Apostólica reconhece que faz sentido ajudar materialmente ás pessoas, mas, para que isso aconteça, é necessário dar suporte a esta ajuda através de projecto.

Para Reine Storck, é possível ajudar as pessoas para autofinanciar e poderem prosseguir as suas vidas, e, em função dos projectos que vão ser analisados e avaliados.

JR/CP

Inforpress/Fim

Leia ainda - Artigos mais recentes: