22 Janeiro 2019

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Ilha do Fogo: Plano estratégico de desenvolvimento turístico vai ser elaborado ainda no primeiro semestre – Jorge Nogueira

  • PDF
Partilhar esta notícia

São Filipe, 20 Mar (Inforpress) – Um plano estratégico de desenvolvimento turístico para a ilha do Fogo, abrangendo os três municípios, vai ser elaborado ainda no decorrer do primeiro semestre, disse o edil de São Filipe, Jorge Nogueira.

O presidente da Câmara Municipal de São Filipe deu esta garantia durante o acto de apresentação pública do projecto turístico “Rotas do Fogo”, tendo afirmado que com a sua elaboração os três municípios passam a dispor de uma linha orientadora daquilo que os municípios e a ilha querem como prioridades para este sector.

“Para transformar as potencialidades em oportunidades é necessário ter capacidade para fazer e tendo uma linha orientadora no futuro, independentemente de quem esteja a dirigir, dispõe de um instrumento para dar continuidade ao processo com ganhos para a sociedade, operadores turísticos”, declarou o autarca.

O termo de referência para a elaboração do plano estratégico de desenvolvimento do turismo já existe e as câmaras vão contratar uma equipa para a sua elaboração, afirmou Jorge Nogueira.

A mesma fonte indicou que existe um consenso entre os presidentes e que na primeira semana de Abril o conselho directivo da Associação dos Municípios do Fogo e da Brava estará reunido para, de entre outros, transformar o Gabinete de Desenvolvimento Regional (GDR) num gabinete estratégico e que dará contribuição na elaboração do plano.

Jorge Nogueira disse que é necessário melhorar as ofertas turísticas a nível da ilha, salientando que é preciso o entendimento para este sector, já que o turismo deve constituir a prioridade das prioridades e as pessoas devem fazer mais neste sentido.

Para o edil em substituição dos Mosteiros, Fábio Vieira, o projecto Rotas do Fogo veio “em boa hora” e pelos seus pressupostos e a acções a serem implementadas dará um “contributo grande” para o desenvolvimento do turismo na ilha.

Apesar da contribuição dos projectos em curso, Fábio Vieira defende a resolução de outros constrangimentos como sejam as ligações aéreas e marítimas, a iluminação da pista do aeródromo de São Filipe num primeiro momento e a sua extensão numa segunda etapa para que possam alavancar o desenvolvimento do turismo e dos outros sectores de actividades.

JR/AA

Inforpress/Fim

Leia ainda - Artigos mais recentes: