22 Março 2019

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Ilha do Fogo: Grupo de pessoas pretende abrir espaço para debater ideias e vendas a baixo preço para dinamizar a cidade

  • PDF
Partilhar esta notícia

São Filipe, 16 Mar (Inforpress) – Um grupo de quatro pessoas ligadas à área cultural e recreativa pretende abrir um espaço público para debater ideias e para depósito de objectos e vendas a baixo preço, como forma de dinamizar a cidade de São Filipe.

Agnelo Vieira de Andrade, da empresa Djar´Fogo, que apresentou a proposta durante a oitava mesa de diálogo do projecto FATA, disse que a ideia surgiu da conversa com uma outra pessoa, tendo sido convidadas outras duas pessoas para discutir e encontrar forma de dinamizar a cidade de São Filipe.

O grupo a que foi atribuído a denominação de “Ágora” não tem nada a ver com as respectivas empresas/serviços, já efectuou três encontros e prevê para a próxima semana, uma quarta sessão, refere Agnelo Vieira de Andrade, indicando que a ideia é ter um espaço público para debater ideias e para depósito e vendas a baixo preço.

“Estamos a localizar um sítio na cidade onde podemos nos instalar, durante um certo período, e realizar esta actividade para tentar dinamizar a cidade, fazendo as coisas de forma diferente e com pessoas disponíveis”, disse Agnelo Vieira de Andrade, sublinhando que no espaço as pessoas podem depositar objectos como móveis, roupas, livros, CDs, por um curto período de tempo, para venda, criando dinamismo de frequência de pessoas que também possam dar as suas ideias.

Este disse que a “cidade está um pouco morta” e como há necessidade de espaços para se colocar os produtos, surgiu a ideia de criar espaços para venda de produtos a baixo preço, onde as pessoas pudessem frequentar, mas ter também exposições, vendas de objectos, lançamentos de livros, de entre outros.

O espaço terá caracter experimental, por um período de três meses, findo o qual os promotores vão realizar uma reflexão para decidir se vale a pena dar continuidade, desenvolver novas ideias, ou ficar por aí, observando que o grupo está a prognosticar a abertura do espaço antes do final deste mês de Março para fazer funcionar a ideia.

JR/ZS

Inforpress/Fim

Leia ainda - Artigos mais recentes: