25 Junho 2018

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Ilha do Fogo/Futebol: Fase de grupos do campeonato de segundo escalão marcada por protestos

  • PDF
Partilhar esta notícia

São Filipe, 12 Mar (Inforpress) – A fase de grupos do campeonato regional do segundo escalão está marcada por vários protestos e a segunda fase da prova poderá ser adiada, até a resolução dos casos e encontrar as equipas que passam a segunda fase.

Depois da realização dos jogos da decima e ultima jornada da fase de grupos, as equipas de Luzabril, no grupo A, e Desportivo, no grupo B, estão qualificadas para a fase seguinte e neste momento a Associação Regional de Futebol, segundo o seu presidente, Pedro Pires, tem em mãos três protestos para resolver, sendo dois do grupo A e um do grupo B.

No grupo A, o Atlântico, quarto classificado e que já tinha anteriormente conquistado três pontos na secretaria, contra União de São Lourenço, já deu entrada um protesto contra a formação de Juventude, que alega ter utilizado um jogador que não estava inscrito na Associação, e, por isso, quer recuperar os três pontos e garantir o segundo lugar.

Mas, um dirigente da União de São Lourenço assegurou à Inforpress que o protesto de Atlântico não surtirá o efeito desejado, porque caso ganhe o protesto, a Associação deve atribuir também os pontos à formação de Curral Grande, que neste momento tem um ponto a mais que o Atlântico.

A União de São Lourenço, depois de perder três pontos na secretaria, recuperou no campo e terminou a fase de grupo em segundo lugar, mas face aos protestos pretende intentar um contra o Brasilim, por ter utilizado um jogador sem inspecção médica, e assim recuperar dois pontos, já que esta partida tinha terminado com um empate.

No grupo B, integrado pelas equipas de Santa Catarina e dos Mosteiros, a situação é mais pacifica e penas a formação de Baxada de Cova Figueira deu entrada de um protesto , visando conquistar na secretaria três pontos que lhe dá garantia a passagem à segunda fase, juntamente com o Desportivo.

Pedro Pires, presidente da Associação Regional de Futebol do Fogo, confirmou à Inforpress a existência dos protestos, assegurando que neste momento, apenas as equipas de Luzabril e Desportivo de Cova Figueira, vencedores dos respectivos grupos, têm assegurado a passagem à segunda fase.

“Sem os protestos, quem passava à segunda fase seriam as equipas de Luzabril e São Lourenço, no grupo A, e Desportivo e Baxada, no grupo B”, disse Pedro Pires, indicando que a pretensão das outras duas equipas vai aguardar pela decisão dos protestos.

Perante aos protestos, a segunda fase do campeonato regional, que deveria começar no próximo fim-de-semana, vai depender da decisão dos protestos, que por sua vez é passivel de recursos, o que pressupõe que poderá levar algumas semanas.

JR/JMV

Inforpress/Fim

Leia ainda - Artigos mais recentes: