22 Outubro 2018

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Ilha do Fogo/Saúde: Virose gripal aumenta demanda ao banco de urgência

  • PDF
Partilhar esta notícia

 

São Filipe, 22 fev (inforpress) – Um surto de virose gripal que se regista neste momento na ilha tem aumentado a demanda de pacientes ao serviço de urgência do hospital regional Fogo e Brava.

O director do hospital regional, Evandro Monteiro, disse à Inforpress que a virose é preocupante porque tem aumentado, levando quase 20 pessoas por dia ao serviço de urgência.

“Até este momento, não deu sinal de alarme mas é preocupante, porque é um virose mais forte que o habitual, com sintomas mais duradouras e que sempre leva a pessoa a ter um mal-estar geral e que leva para cama”, disse o director do hospital regional Fogo e Brava.

O responsável recomenda prudência e tratamento oportuno, aconselhando as pessoas a não se hesitarem em procurar o serviço hospitalar.

Segundo o mesmo, a situação é generalizada, embora com maior incidência nas crianças, acrescentando que mesmo no grupo de riscos mais vulneráveis não tem havido complicações.

Esta semana o director do hospital e alguns especialistas, como radiologista, pediatra, obstreta deslocam-se à Ilha Brava, no quadro da descentralização de consultas de especialidades a todas estruturas da região sanitária Fogo e Brava.

Evandro Monteiro disse que a ideia é evitar que pacientes daquela Ilha se desloquem de modo desnecessário ao hospital, antes de serem avaliados por um especialista.

A deslocação do director visa também a preparação da reunião trimestral da região sanitária Fogo e Brava prevista para meados de Março.

Com relação à reivindicação dos auxiliares sobre o atraso no pagamento de velas, este responsável esclarece que apenas o mês de Dezembro está atrasado e que o mês de Janeiro será pago no mês de Fevereiro.

Informou que o pagamento não depende do hospital que apenas elabora as folhas que foram enviados em tempo oportuno para os serviços centrais.

Evandro Monteiro disse ter recebido a garantia do Ministério da Saúde de que ainda esta semana ou o mais tardar na próxima a situação será normalizada.

Enquanto isso, anunciou que no próximo mês de Março o hospital regional Fogo e Brava vai receber especialistas italianos para consultas de especialidades, esperando a vinda de otorrinolaringologista e um cirurgião gastrointestinal, indicando que virão mais tarde outros especialistas, como oftalmologista e urologista.

JR/JMV

Inforpress/Fim

Leia ainda - Artigos mais recentes: