16 Outubro 2018

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

lha do Fogo: Edilidade de Santa Catarina reduz subsídio aos clubes devido à construção de infra-estruturas desportivas

  • PDF
Partilhar esta notícia

 

São Filipe, 01 Fev (Inforpress) – O subsídio atribuído anualmente pela Câmara aos clubes de Santa Catarina, para a participação nas provas regionais, foi reduzido devido à construção de infra-estruturas desportivas no município.

O vereador dos desportos, Madueno Andrade, contactado pela Inforpress, justificou a medida pelo facto das equipas do município, em número de cinco, jogam esta época no campo de Monte Pelado, inaugurado em Novembro do ano passado, o que pressupõe que em tese tem apenas uma deslocação aos Mosteiros, ao contrário das épocas passadas, em que todos os jogos eram disputados em São Filipe e nos Mosteiros.

Além de reduzir o montante, a edilidade de Santa Catarina atribuiu o subsídio consoante a localização geográfica das equipas e o custo com o transporte da sua localidade para a cidade de Cova Figueira, onde está situada a infra-estrutura desportiva.

Assim, segundo o vereador, a equipa de Parque Real, da localidade de Cabeça Fundão, a mais distante, foi contemplada com um valor de 70 mil escudos; Esperança, de Achada Furna, com 60 mil escudos; Figueira Pavão, 50 mil escudos e as duas equipas da cidade de Cova Figueira, Baxada e Desportivo, com 40 mil escudos cada.

Ao todo, a edilidade disponibiliza 250 mil escudos para subsidiar as equipas do município, todas a participarem no campeonato regional do segundo escalão, grupo B, que é também integrado pelo Grito Povo, a única equipa do segundo escalão dos Mosteiros.

Desde o início desta semana que a edilidade disponibilizou os montantes e segundo o vereador os dirigentes das equipas têm passado nos serviços administrativos para o levantamento do valor relativo a cada agremiação desportiva.

JR/JMV

Inforpress/Fim

Leia ainda - Artigos mais recentes: