22 Outubro 2018

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Ilha do Fogo: Faxa da Terra não participa no desfile oficial do Carnaval em São Filipe

  • PDF
Partilhar esta notícia

 

São Filipe, 31 Jan (Inforpress) – O grupo carnavalesco Faxa da Terra, do Bairro III Congresso, manifestou hoje ao pelouro da Cultura da edilidade de São Filipe a sua indisponibilidade para participar no desfile oficial deste ano.

O grupo, que tem tido uma participação assídua nos desfiles carnavalescos, chegou a confirmar, no primeiro encontro realizado, a sua participação, independentemente dos valores monetários prometidos para a realização da festa do Rei Momo dentro das suas possibilidades, mas na terça-feira recuou na sua decisão e informou ao vereador da cultura a impossibilidade de participar no desfile.

Caetano Rodrigues, vereador da Cultura, disse à Inforpress que uma das razões apontadas pelo grupo para a não participação no desfile é a ausência, na ilha, de elementos nucleares, não permitindo, assim, ao grupo apresentar um “Carnaval à altura”.

O vereador avançou que o presidente do grupo Faxa da Terra o contactou, no sentido de saber os procedimentos para a devolução da quantia recebida da edilidade,130 contos, destinados para os preparativos do Carnaval, não sabendo, porém, se o grupo já devolveu o montante.

O presidente do grupo, Victor Gonçalves, adiantou à Inforpress que “pessoas influentes”, como os artistas Zelito e Panayote, assim como o pessoal da costura, estão impossibilitadas de dar a sua contribuição, pelo que a direcção decidiu pela não participação no desfile deste ano.

O responsável indicou que o grupo tem estado a apresentar um carnaval com um certo nível e não fazia sentido este ano “participar só por participar” no desfile, sabendo que a equipa “não está na sua máxima força”, isto por um lado.

Por outro, indicou o factor tempo e a falta de apoio do próprio Ministério da Cultura como outro factor que pesou para a tomada desta decisão. Porém, confirmou a saída do grupo apenas para animação.

Assim, com a desistência de Faxa da Terra, que se junta ao de Fantasia de Cobom, que desde o início manifestou a sua indisponibilidade, por razões diversas, o desfile deste ano conta apenas com a participação de dois grupos, o Mar Azul, do bairro de Beltches, e o Fogo em Chama, do Bairro III Congresso, o grupo mais antigo de São Filipe.

Segundo o vereador, os dois grupos já indicaram cinco elementos cada para a composição de júri, que deverá ser integrado por sete elementos, anotando que para o dia 01 de Fevereiro, quinta-feira, está agendado um encontro para afinar alguns aspectos relacionados com o desfile deste ano.

O valor inicial para os prémios é de 410 contos, o mesmo do ano passado, distribuído em 150, 120, 90 e 50 mil escudos para o primeiro, segundo, terceiro e quarto classificados respectivamente. Assim, como os prémios individuais, os para o melhor carro alegórico, rei, rainha, porta-bandeira e música, mantêm-se inalteráveis.

Tendo em conta a desistência de dois grupos, o que significa que sobram cerca de 140 contos, referentes ao somatório do valor do terceiro e quarto lugar, no encontro de quinta-feira os grupos poderão propor que o valor seja repartido para aumentar o montante dos prémios.

Na edição 2017 do Carnaval em São Filipe, o grupo Mar Azul foi o grande vencedor, seguido de Fogo em Chama, Faxa da Terra e Fantasia de Cobom

JR/JMV

Inforpress/Fim

Leia ainda - Artigos mais recentes: