24 Junho 2019

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Ilha do Fogo: Casa das Bandeiras disponibiliza batas para crianças de três jardins-de-infância da ilha

  • PDF
Partilhar esta notícia

 

São Filipe, 18 Jan (Inforpress) – A Casa das Bandeiras disponibilizou mais de uma centena de batas para três jardins de infâncias da ilha do Fogo, no quadro de um protocolo celebrado com uma empresa de confecções.

Henrique Pires, da Fundação Casa das Bandeiras, disse que já procedeu à entrega das batas, juntamente com representantes das Câmaras de São Filipe e Santa Catarina, para as crianças de jardim de Monte Grande (São Filipe) e Fonte Aleixo-Sul (Santa Catarina), e que esta quinta-feira será a vez da localidade de Relva (Mosteiros).

Nos jardins de Monte Grande e Relva foram contempladas 50 crianças cada e no de Fonte Aleixo-Sul, apenas 16 crianças que frequentam o infantário, e segundo aquele responsável esta iniciativa vem de anos anteriores e continua nos próximos anos, segundo o protocolo celebrado entre as duas instituições.

Além de proceder a entrega das batas aos infantários, Henrique Pires encontra-se na ilha também para preparar as tradicionais festas de São Filipe, a primeira depois da celebração em 2017 do centenário do desenterro da bandeira.

Segundo o mesmo os preparativos estão em curso e na Cidade da Praia já se realizou uma festa para angariação de fundos, com resultados positivos, estando programados outras duas festas com a mesma finalidade.

No quadro da mobilização de fundos para a festa a Casa das Bandeiras e o festeiro deste ano, colocou na rifa um quadro pintado por um artista cabo-verdiano residente em Portugal, com motivos e personalidades da festa da bandeira de São Filipe, no valor de três mil euros, mais de 300 contos, observando que os bilhetes já estão a venda junto da comunidade emigrada nos Estados Unidos da América e brevemente a nível das ilhas.

Como o festeiro deste ano, o economista João Mendes, é originário de Cabeça do Monte (São Filipe) e descendentes da família “Mendes” e de “Rodrigues Pires”, pela ocasião das festas de São Filipe pretende organizar um almoço na sua localidade para os familiares, o que além de representar mais uma descentralização da festa constitui um momento de encontro e convivência com os familiares, muitos dos quais não são conhecidos pelo festeiro.

Henrique Pires adianta ainda que o festeiro está a mobilizar os fundos necessários para a realização da festa e a preparar convites, observando que a ideia é realizar mais uma grande festa porque, conforme explica, a ideia é de que cada ano a festa tenha uma maior dinâmica em termos de qualidade do que no ano anterior.

JR/AA

Inforpress/Fim

Gostar disto:

GostoCarregando...

Relacionado
Leia ainda - Artigos mais recentes: