26 Junho 2019

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Ilha do Fogo está quase 100 por cento coberta pela rede de energia eléctrica – ministro da Energia

  • PDF
Partilhar esta notícia

São Filipe, 13 Jan (Inforpress) – A ilha do Fogo está quase 100 por cento coberta pela energia elétrica, faltando contemplar as localidades mais dispersas, revelou o ministro Alexandre Monteiro, que presidiu sexta-feira à inauguração de energia eléctrica em cinco localidades de São Filipe.

O ministro da Indústria, Comércio e Energia (MICE), que se deslocou à ilha para representar o Governo na inauguração da eletrificação das localidades de Alfarrobeira, Miguel Gonçalves/Cutelo Capado, Achada Fora e Cidreira, disse à Inforpress que “todas as localidades do Fogo estão, neste momento, abrangidos por postos de transformação e energia no lugar, faltando fazer pequenas extensões para algumas populações mais dispersas”.

“Estou aqui para participar na inauguração de cinco localidades do município de São Filipe que praticamente coloca o concelho e a ilha já quase 100 por cento em termos de cobertura, daí a presença do Governo”, disse.

O titular da pasta da Indústria, Comércio e Energia afirmou que constitui uma satisfação participar e representar o Governo neste acto que vai ter impacto “importante” na qualidade de vida das pessoas e que inclusive vai mudar a vida nas localidades que beneficiam da energia.

Com relação à inauguração de energia eléctrica nas localidades de Alfarrobeira, Miguel Gonçalves/Cutelo Capado, Cidreira e Achada Fora enquadra-se no projecto Desenvolvimento dos Sistemas de Transporte e Distribuição de Electricidade em seis ilhas, designado por “Projecto seis ilhas”, financiado pela agência de cooperação internacional JICA (Japão) e pelo Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) que, segundo Alexandre Monteiro, a nível da ilha está praticamente concluído.

“O projecto está praticamente concluído e em São Filipe falta apenas o Centro Histórico cujos trabalhos foram suspensos no mês de Dezembro e retomado em Janeiro”, disse a fonte, indicando que mesmo nesta parte da cidade todo o trabalho aéreo está concluído, faltando apenas os trabalhos subterrâneos que estão em curso.

Além das cinco localidades do meio rural que foram electrificadas, também o projecto contemplou a iluminação pública do bairro de III Congresso, que é uma zona nova onde se construiu uma nova rede, disse o titular do sector da Energia.

Alexandre Monteiro, acompanhado do edil de São Filipe visitou também a central única da ilha, situada na zona portuária e introdução de fuel 180 para substituir o gasóleo, segundo o mesmo, parte de uma preocupação a nível nacional visando a melhoria de eficiência na produção de energia eléctrica.

Este disse que a central única do Fogo produz actualmente com gasóleo e prevê a mudança para fuel 180 e da visita ficou acordado o compromisso do edil de São Filipe em ajudar a Electra na obtenção e regularização de terreno para se puder construir as infra-estruturas necessárias para essa mudança de combustível que se pretende introduzir e que vai representar uma redução “importante” no custo de produção de energia.

JR/ZS

Inforpress/Fim

Gostar disto:

GostoCarregando...

Relacionado
Leia ainda - Artigos mais recentes: