21 Janeiro 2019

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Mosteiros: Edilidade promove visita de terreno visando implementação do plano de emergência

  • PDF
Partilhar esta notícia

São Filipe, 06 Jan (Inforpress) – A edilidade dos Mosteiros juntamente com uma equipa técnica do MAA, promove na quarta-feira visitas de terreno acompanhado de presidentes das associações para identificação dos trabalhos a serem executados no quadro do plano de emergência.

Esta decisão saiu do encontro entre as equipas técnicas da delegação do Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA) e da Câmara Municipal dos Mosteiros, realizado sexta-feira parta definição da estratégia e data do início da implementação do plano de emergência para mitigar os impactos do mau ano agrícola no município.

O edil substituto, Jaime Monteiro Júnior, disse à Inforpress que do encontro ficou decidido que é a edilidade que tem responsabilidade de materialização do plano através de contratos com associações comunitárias e de empreitadas, cabendo à equipa técnica da Câmara e do MAA o seguimento e acompanhamento das obras.

Quanto à data para a implementação, Jaime Monteiro Júnior disse que depende do desbloqueio das verbas, observando que 30 por cento (%) do montante devia ter sido transferido na data da assinatura do contrato no passado mês de Novembro, mas que até a data a edilidade continua aguardando.

O montante para a implementação do plano de emergência no município dos Mosteiros é de 14.580 contos para mitigar os impactos negativos do mau ano agrícola, valor que é considerado “manifestamente insuficiente”, pelo edil substituto, já que a proposta inicial encaminhada ao Governo central ascendia os 46 mil contos.

Este valor é para implementação de acções num período de 12 meses e prevê actividades como promoção de suinicultura, horticultura, construção de medidas de protecção de solos e água como caldeira, socalcos, banquetas, diques, limpeza das galarias de Chupadeirão e Espia, limpeza da floresta de Monte Velha, arranjo de estradas das zonas altas, recuperação de reservatórios, de entre outras.

JR/CP

Inforpress/Fim

Gostar disto:

GostoCarregando...

Relacionado
Leia ainda - Artigos mais recentes: