24 Junho 2019

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Ilha do Fogo: Subunidade de Brigada de Investigação Criminal reforçada para instrução de processos e investigação criminal – comandante

  • PDF
Partilhar esta notícia

 

São Filipe, 22 Dez (Inforpress) – As instalações do Comando Regional da Policia Nacional (PN) em São Filipe vão receber obras para recuperação de um espaço para albergar a subunidade de Brigada de Investigação Criminal (BIC), disse o comandante regional, Roberto Costa Fernandes.

Esta subunidade foi reforçada e inclusive recebeu um oficial recentemente que vai comandar a BIC e assim que o Comando recebeu outros meios humanos vão ser alocada mais pessoas à esta subunidade para dar cobertura a instrução de processos crimes, no quadro da delegação de competência das Procuradorias, neste caso da Procuradoria da República de São Filipe, e também para investigação criminal, sobretudo de crimes de subtracção.

A nível de instrução de processos através da delegação de competência, o comandante regional da PN disse que em 2017 a subunidade recebeu da Procuradoria da República de São Filipe um total de 304 processos, mas adiantou que ao todo foram instruídos 336 processos porque alguns transferiram do ano passado para 2017.

Com relação a informações que circulam sobre a possibilidade de instalação de uma célula de Corpo de Intervenção (CI), Roberto Costa Fernandes disse que não dispõe de informação neste sentido e que o Corpo de Intervenção tem vindo a deslocar esporadicamente à ilha, por ocasião das festas de São Filipe, como reforço, mas não há previsão para criação de uma célula.

“Neste momento não se justifica e o Comando não fez qualquer proposta neste sentido porque não há necessidade”, concretizou o responsável.

Este disse que o Comando precisa de reforço de efectivos, porque, segundo explicou, o mesmo tem vindo a perder efectivos por causa de emigração, acrescentando que a necessidade de reforço para é para todas as esquadras que integram o Comado.

Este indica que recebeu a confirmação do director nacional da Policia Nacional de que assim que terminar a formação, que decorre neste momento, o Comando Regional Fogo/Brava vai ser contemplado com mais efectivos e distribuídos a todas as unidades.

Em termos criminais e comparando os dados estatísticos de 2016, até Novembro, com os de 2017, o Comando registou uma redução de cerca de 15 por cento (%), com maior incidência na esquadra policial dos Mosteiros.

Os dados estatísticos apontam que a esquadra de São Filipe registou em 2017 (Janeiro a Novembro) face ao período homólogo de 2016, menos 167 registos, o que equivale a 14%, a dos Mosteiros menos 80 casos, equivalente a uma redução de aproximadamente 10% e a esquadra da Brava menos 92 casos equivalentes a redução de perto de sete por cento.

Já a esquadra de Cova Figueira (Santa Catarina) registou um aumento de seis casos, representando um aumento de pouco mais de três por cento.

Na globalidade o Comando Regional da Policia Nacional registou menos 333 casos de Janeiro a Novembro de 2017 face ao mesmo período de 2016, o que equivale a uma redução na ordem dos 15%, afirma o Comandante para quem até o final do ano prevê-se praticamente o mesmo registo.

JR/AA

Inforpress/Fim

 

Gostar disto:

GostoCarregando...

Relacionado
Leia ainda - Artigos mais recentes: