21 Outubro 2017

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Ilha do Fogo: Bornefonden concede mais de 3.500 contos às famílias das crianças apadrinhadas que estão no sistema

  • PDF
Partilhar esta notícia

São Filipe, 05 Out (Inforpress) – A organização não-governamental dinamarquesa, Bornefonden, procedeu no passado mês de Setembro à distribuição de mais de 3.500 contos às famílias das crianças apadrinhadas que estão no sistema educativo, básico e secundário.

O valor, segundo José Luís Monteiro, responsável da Unidade Fogo da Bornefonden, destina-se à aquisição de materiais escolares, uniformes e batas e para o pagamento de transporte escolar para o ano lectivo 2017/18, indicando que a ONG optou por atribuir o montante às famílias porque vai se retirar a partir de 31 de Dezembro.

Ao todo são mais de seiscentas (616) crianças apadrinhadas que vão beneficiar deste apoio num valor superior a 3.500 contos, sendo que os municípios de São Filipe (261) e Santa Catarina são os que têm maior número de beneficiários, perto de 500 em conjunto.

O responsável disse ainda que até final de Outubro e princípio de Novembro, a Unidade Fogo vai proceder ao pagamento do valor correspondente às cantinas escolares e de propinas dos alunos apadrinhados, referente ao ano lectivo 2017/18.

No acto de entrega dos valores às famílias, que contou com a participação da Direcção Nacional da Bornefonden, procedeu-se igualmente à recolha de dados de todas as famílias que serão encaminhadas para sede na Dinamarca, porque após a saída da ONG de Cabo Verde alguns aspectos relacionados com apadrinhamento e apoios escolares vão ser garantidos através das câmaras municipais.

“Muitas crianças não vão concluir o ciclo escolar antes de dois anos e provavelmente vão continuar a receber apoios através das câmaras”, disse José Luís Monteiro, indicando que neste sentido um protocolo vai ser celebrado entre a ONG e as câmaras para determinar o que cada parte deve fazer para continuação de eventuais apoios.

Em relação a obras, este disse que o projecto de reabilitação e remodelação das instalações sanitárias de um dos blocos da escola Dr. Teixeira de Sousa (São Filipe) foram concluídas e entregues à direcção da escola, a construção de cozinha e armazém na escola básica de S. Jorge está praticamente pronto, faltando apenas a construção de uma bancada na cozinha que não constava do projecto inicial, mas que dentro de duas semanas estará concluída.

Em relação à ampliação da cozinha da escola de Ponta Verde, as obras deverão ser retomadas a partir da próxima semana, porque como implicava a demolição de uma parte e era necessária a autorização da Direcção Geral do Património, que já deu luz verde e espera-se que até final de Outubro esteja concluída.

Nos Mosteiros, a delegação do Ministério da Educação solicitou o financiamento para a remodelação de uma sala de Orientação e Informação, que vai ser financiada por ser uma obra cuja execução não deve ultrapassar os dois meses, e será concluído antes do fecho da Unidade Fogo da Bornefonden.

JR/ZS
Inforpress/Fim

Leia ainda - Artigos mais recentes: