26 Setembro 2017

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Ilha do Fogo: Campanha prevê fixar cerca de 14 mil plantas florestais e endémicas

  • PDF
Partilhar esta notícia

 

São Filipe, 03 Set (Inforpress) – A delegação do Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA) tem em curso uma campanha de plantação de árvores no perímetro florestal de Monte Velha visando a recuperação de 34 hectares de área ardida no incêndio de 2015.

O delegado do MAA na ilha do Fogo, Jaime Ledo, disse à Inforpress que a campanha que se iniciou no dia 30 de Agosto, após a queda de chuvas “em quantidade suficiente”, está concentrado no perímetro florestal de Monte Velha, onde, segundo o mesmo, vão ser afixadas cerca de 14 mil plantas florestais e endémicas (13.539 plantas) que servira para recuperar uma parte da área ardida no incêndio de há dois anos.

No incêndio, provocado por um agricultor, segundo dados da avaliação técnica efectuada na altura, apontou que o mesmo consumiu uma área de 787 hectares de terreno florestal e agrícola nas zonas altas dos Mosteiros e no perímetro florestal de Monte Velha.

Só no perímetro florestal de Monte Velha, o incêndio consumiu 627 dos 851 hectares, o que corresponde a cerca de 74 por cento (%), que estão a ser recuperados com a fixação de plantas florestais e endémicas, além de própria recuperação natural.

O delegado do MAA disse ainda que as actividades de recuperação e limpeza de toda a área ardida pelo incêndio de 02 de Maio de 2015, estão contempladas no projecto “reforço da capacidade e resiliência do sector florestal em Cabo verde”, cobrindo as ilhas do Fogo, Boavista e Santiago, e cujo lançamento e apresentação está previsto para segunda-feira, 04 de Setembro em Chã das Caldeiras.

Para além das cerca de 14 mil plantas florestais e endémicas, a delegação do MAA tem perto de 20 mil plantas fruteiras de espécies diversificadas (18.729 plantas) que serão disponibilizadas aos agricultores da ilha do Fogo para fixação nas suas parcelas.

As plantas fruteiras produzidas pelo MAA não incluem as de cafeeiro, cerca de sete mil plantas, que foram produzidas directamente pela empresa Fogo Coffee Spirit e que estão a ser afixadas nas zonas altas dos Mosteiros.

JR

Inforpress/Fim

Leia ainda - Artigos mais recentes: