26 Setembro 2017

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Mosteiros/Água: 400 famílias beneficiam de ligação domiciliária com conclusão do projecto de abastecimento às zonas sul e norte

  • PDF
Partilhar esta notícia

 

São Filipe, 02 Set (Inforpress) – Quatrocentas famílias das zonas norte e sul do município dos Mosteiros beneficiam de ligação domiciliária à água com a conclusão do projecto de interligação da rede financiado pelo Millennium Challange Account- Cabo Verde (MCA-CV) e outras entidades.

O projecto que consiste na extensão da rede de Campanas de Baixo, extremo norte do município de São Filipe, para o município dos Mosteiros cobrindo as zonas do norte e sul dos Mosteiros, foi concluído a 31 de Agosto e a edilidade já dispõe de um plano para apoiar na ligação de água domiciliaria às famílias das zonas contempladas.

A ligação domiciliária de água às cerca de 400 famílias, está estimada em cerca de 11 mil contos e conta com co-financiamento de MCA II, Câmara Municipal dos Mosteiros, Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e pela empresa intermunicipal de águas, Águabrava, devendo as famílias beneficiárias comparticipar com cerca de 20 por cento (%) do custo total de ligação, avaliado em cerca de 30 mil escudos.

O projecto de ligação domiciliária vai concentrar nas localidades de Relvas, Achada Grande, Corvo, Madjada (sul) e Atalaia (frente e trás), Ribeira do Ilhéu e Rocha Fora (norte) e além das famílias, todas as escolas e jardins-de-infância dessas localidades também vão ser beneficiados.

A ideia, conforma explica a edilidade é de beneficiar de forma directa mais de mil e 500 pessoas de baixa renda, contribuindo assim para a melhoria da qualidade de vida, sobretudo das famílias chefiadas por mulheres que representa mais de metade dos potenciais beneficiários, cerca de 250 das 400 famílias previstas.

A edilidade dos Mosteiros está a trabalhar no sentido de, numa primeira fase, ao menos 500 famílias das zonas sul e norte do município possam dispor de água ao domicílio.

O projecto de extensão de água as zonas norte e sul dos Mosteiros representa um investimento de 330 mil contos, sendo 135 mil contos, disponibilizado pelo MCA II através do Fundo de Água e Saneamento (FASA), 30 mil contos destinado à rede de distribuição, financiado pela Cooperação Luxemburguesa, Camara Municipal dos Mosteiros e Águabrava.

O Governo disponibilizou 165 mil contos em materiais através de fornecimento de todo o material para a rede de adução

Entretanto, a empresa Águabrava vai iniciar dentro de breve o processo de ligação domiciliária às famílias dos diferentes povoados.

Com este projecto a população dos Mosteiros passa a dispor de uma média de 100 litros de água/dia por habitante, ultrapassando os objectivos fixados pelo Plano Estratégico de Água e Saneamento (PLENAS), até o horizonte de 2025, que propõe atingir os 80 litros/dia por habitante em Cabo Verde.

JR/FP

Inforpress/Fim

Leia ainda - Artigos mais recentes: