24 Novembro 2017

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Ilha do Fogo: Projecto reforço das capacidades e resiliência do sector florestal em Cabo Verde apresentado segunda-feira

  • PDF
Partilhar esta notícia

 

São Filipe, 01 Set (Inforpress) – O Ministério da Agricultura e Ambiente promove na segunda-feira, 04, a apresentação pública do projecto reforço das capacidades e resiliência do sector florestais em Cabo Verde seguido de uma visita à sede do Parque Natural do Fogo.

O projecto tem por finalidade “aumentar a resiliência e reforçar a capacidade de adaptação” para enfrentar os riscos adicionais provocados pelas alterações climáticas sobre a desertificação e a degradação das terras em Cabo Verde, conta com financiamento da União Europeia, através da FAO e do Governo de Cabo Verde, e cobre além da ilha do Fogo, as de Santiago e da Boa Vista.

A sua socialização, que deve contar com a presença do ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva, acontece em Chã das Caldeiras, na sede do Parque Natural do Fogo (PNF) em Chã das Caldeiras, e serão apresentadas as actividades a implementar a nível da ilha do Fogo.

Além da apresentação e lançamento do projecto, do programa consta uma visita a sede do PNF, que funciona num edifício pré-fabricado, que passa a funcionar com sede do parque mas também como delegação municipal e posto policial, uma visita ao perímetro florestal de Monte Velha, onde serão afixadas algumas plantas endémicas e florestais.

A ideia é que com a conclusão da sede do parque, este serviço regressa a Chã das Caldeiras, cerca de três anos depois da destruição do edifício construído para alberga o Parque Natural, na sequência da erupção vulcânica de 23 de Novembro de 2014 e que ditou o retorno dos técnicos do PNF à cidade de São Filipe.

O Serviço do Parque Natural do Fogo funcionou por um período inferior a um ano em Chã das Caldeiras, mas a presença permanente no local é fundamental para a gestão da área protegida e para implementação de projectos futuros neste sector.

JR

Inforpress/Fim

Leia ainda - Artigos mais recentes: