12 Dezembro 2017

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Mosteiros: Desporto é um veículo determinante na formação pessoal e social – Edil

  • PDF
Partilhar esta notícia

 

Cidade de Igreja (Mosteiros), 12 Ago (Inforpress) – O desporto é um veículo determinante na formação pessoal e social e um instrumento de promoção da saúde e hábitos de vida saudáveis que contribui para uma melhor qualidade de vida e bem-estar de todos, especialmente crianças e jovens.

A afirmação é do edil dos Mosteiros, Carlos Fernandinho Teixeira, no acto de inauguração, hoje, das obras de ampliação e remodelação do polivalente João de Jóia, na cidade de Igreja, uma infra-estrutura com valência desportiva, cultural e comercial, que pela sua imponência, empresta novo visual à entrada da cidade.

“É um sonho tornado realidade com a inauguração dessa infra-estrutura desportiva multifuncionais e flexíveis”, disse Carlos Fernandinho, para quem o desporto como fenómeno de inclusão e coesão social, pressupõe, equipamentos adequados e oportunidades no acesso à prática por parte de todos.

A partir de agora, com a articulação ao estádio municipal, auditório municipal e vários outros polivalentes nas localidades, Mosteiros tem condições para melhorar e diversificar a oferta desportiva e cultural aos seus munícipes, refere o edil.

Com a idealização, acrescentou, além das valências e qualidades várias do desporto e cultura, também esteve subjacente a requalificação da paisagem urbana, a dinâmica cultural, o associativismo local, o activismo juvenil e a actividade comercial, empregando em permanência mais de 20 pessoas.

A construção do espaço comercial, explicou o edil, deve-se a empréstimo bancário, na ordem dos 15 mil contos, ao que se acrescentou o financiamento da edilidade no montante de 11 mil contos, perfazendo o valor global da obra que é de 26 mil contos, razão pela qual adiantou que o mesmo precisará de ser rentabilizado para amortizar a dívida contraída junto à banca.

“Trata-se de uma infra-estrutura multiuso construída de raiz, com características culturais, recreativas e comerciais que interpelam à participação activa da população, e executada durante dez meses”, afirmou o edil, para quem esta é a concretização de uma etapa, mas muitos desafios estão pela frente no quadro do processo de desenvolvimento dos Mosteiros.

Dos desafios, Carlos Fernandinho apontou a instalação do museu do café aberto, os miradouros qualificados nas zonas altas, requalificação da orla marítima, instalação das casas de cultura e de artesanato, melhorar a capacidade hoteleira e de restauração, alargar a rede das estradas de acesso e construir mais equipamentos comerciais, culturais e desportivos.

Para o mesmo, as fragilidades existirão sempre, mas o sucesso está em converter as fragilidades em fortalezas, as fortalezas em desafios e as metas em realizações, observando que a edilidade aposta nas realizações no turismo histórico, cultural e ambiental e noutros sectores. No final do seu mandato (2020), prognosticou, Mosteiros será ainda melhor para viver, para trabalhar ou para visitar.

O espaço dispõe de 20 lojas que vão ser arrendadas a igual número de pessoas e passa a funcionar durante o ano e não apenas durante as festas do Dia do Município.

O pároco de Nossa Senhora da Ajuda, padre Egidio dos Santos, procedeu à bênção do espaço, durante uma visita às instalações que deu um novo visual à entrada norte da cidade de Igreja.

O acto inaugural contou com a presença do presidente da Assembleia Municipal dos Mosteiros, Lúcio Fernandes, dos presidentes das Câmaras de São Filipe e de Santa Catarina do Fogo, Jorge Nogueira e Alberto Nunes, respectivamente, e de chefes de serviços desconcentrados.

JR/ZS
Inforpress/Fim

Leia ainda - Artigos mais recentes: