21 Julho 2019

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Ilha Fogo recebe visita da equipa responsável pela realização do estudo de denominação de origem do vinho

  • PDF
Partilhar esta notícia

 

São Filipe, 19 Jul (Inforpress) – Uma equipa técnica com responsabilidade na realização do estudo sobre a denominação de origem e identificação geográfica do vinho inicia hoje uma visita de três dias à ilha do Fogo para dar continuidade ao processo.

O delegado do Ministério da Agricultura e Ambiente, Jaime Ledo, disse terça-feira, durante a assembleia do “agrupamento competitivo do queijo de cabra”, que a equipa responsável pelo estudo sobre a denominação de origem inicia os trabalhos hoje, na Cidade da Praia, para depois deslocar-se à ilha do Fogo.

Segundo Jaime Ledo, a equipa técnica vai visitar as adegas de Monte Barro da vinha Maria Chaves, Chã da associação dos vitivinicultores de Chã das Caldeiras e Sodade dos produtores das zonas altas dos Mosteiros (Achada Grande, Corvo e Relva).

A denominação de origem e identificação geográfica, é feita aos principais produtos com qualidade a nível local de cada ilha visando aumentar a competitividade e a qualidade do próprio produto.

Além do estudo para o sector de vinho, o delegado do MAA indica que estudos similares vão ser desenvolvidos no quadro das fileiras dos produtos da ilha, nomeadamente café e queijo, que serão objectos posteriores de estudos de denominação de origem e identificação geográfica.

JR/AA

Inforpress/Fim

Leia ainda - Artigos mais recentes: