20 Julho 2019

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Obras de remodelação e ampliação do posto sanitário de Ponta Verde inauguradas na quarta-feira

  • PDF
Partilhar esta notícia

São Filipe, 16 Nov (Inforpress) – As obras de remodelação e ampliação do posto sanitário de Ponta Verde, zona norte do município de São Filipe, são inauguradas quarta-feira, pela ministra do Estado e da Saúde, Cristina Fontes Lima, que se encontra de visita à região Fogo/Brava.

O posto sanitário de Ponta Verde foi construído há mais de 60 anos (1953) e a sua remodelação e ampliação aconteceram graças ao co-financiamento da organização não-governamental dinamarquesa Bornefondem, visando a criação de condições ideais para que este posto possa servir com qualidade a população da zona norte baixa, calculada em mais de cinco mil habitantes.

As obras de remodelação e ampliação foram inicialmente orçadas em mais de três mil contos, dos quais 80 por cento (%) assumidos pela Bornefondem e 20% pela própria delegacia de saúde e foram executadas por intermédio de um empreiteiro contratado para o efeito.

Na ilha do Fogo , além de inaugurar as obras de remodelação do posto sanitário de Ponta Verde, Cristina Fontes Lima, que nesta visita de cinco dias se faz acompanhar do Director Nacional de Saúde, visitará as obras de ampliação, remodelação e adaptação do centro São Francisco de Assis num hospital regional Fogo e Brava, cuja construção deverá ficar concluída no próximo mês de Dezembro, ano e meio depois do início das obras, assim como a delegacia de Saúde de São Filipe e o Centro de Saúde de Cova Figueira, Santa Catarina do Fogo.

O novo hospital vai ter uma capacidade cinco vezes mais do que os actuais e permitirá a implementação da região sanitária Fogo e Brava e com novas valências como sala de neonatologia, de tratamento intensivo, unidade de cuidados de urgência, psiquiatria, maternidade, pediatria, sendo que a construção física está praticamente concluída, faltando a instalação dos equipamentos e materiais necessários para o seu funcionamento, previsto para primeiro trimestre de 2016.

Uma fonte da empresa responsável pela construção deste estabelecimento hospital disse à Inforpress que todos os equipamentos e materiais necessários ao hospital encontram-se na Cidade da Praia, aguardando o seu transporte para a ilha do Fogo.

Dado o seu volume, os equipamentos e materiais não podem ser transportados no fast ferry e a empresa está a estabelecer contactos com outros navios roll-on oll-off que fazem ligação com a ilha para o seu transporte.

A transformação do centro São Francisco, doado pela Associação de Solidariedade e Desenvolvimento Económico (ASDE) ao Governo de Cabo Verde, num “hospital regional de referência”, é financiada pela cooperação austríaca, através de uma linha de crédito concepcional de seis milhões de euros (cerca de 660 mil contos), incluindo o fornecimento de equipamentos, formação dos técnicos e assistência por um período de dois anos.

Esta segunda-feira está programada a realização de uma reunião com a Comissão Instaladora da Região Sanitária Fogo e Brava e com colaboradores da Dilecção -Nacional de Saúde, na cidade de São Filipe, e um encontro semelhante com os membros da comissão na ilha Brava.

Na ilha Brava, a titular da pasta de Saúde vai participar na cerimónia de homenagem ao antigo delegado de Saúde, Pedro Morais, e conferir posse ao novo delegado de Saúde daquela ilha.

JR/JMV

Inforpress/Fim

Leia ainda - Artigos mais recentes: