27 Junho 2022

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

São Filipe: Comissão Instaladora da Região Sanitária Fogo e Brava analisa dados estatísticos e identifica constrangimentos

  • PDF
Partilhar esta notícia
São Filipe, 15 Jul (Inforpress) – A Comissão Instaladora da Região Sanitária Fogo e Brava integrada por 10 elementos reuniu-se hoje em sessão ordinária para discutir e apresentar os dados estatísticos da região e uniformizar a forma de actuação para debelar os problemas. Segundo Luís Sanches, administrador do hospital regional Fogo e Brava, que preside à comissão, que tem a responsabilidade de instalar a região sanitária, o encontro teve por objectivo encontrar formas de resolver o problema da região a nível local e dar o “input” a nível central das dificuldades, quer a nível de recursos humanos, quer de técnicos, no sentido de serem ultrapassados. A região tem como ponto forte o engajamento dos técnicos para trabalhar e dar a sua contribuição para a melhoria do sector, mas existem muitos problemas por resolver, afirmou Luís Sanches, indicando que os recursos humanos são insuficientes para dar resposta às demandas da população, já que faltam alguns especialistas e há também falta de alguma competência técnica nas duas ilhas que constituem a região sanitária. Na sua opinião, os recursos financeiros são fracos, os meios para o trabalho têm faltado, mas reconheceu que, apesar disso, é necessário uniformizar alguns conceitos para a região, que é ainda jovem e precisa de um conjunto de condições para funcionar como uma verdadeira região sanitária e andar com os seus próprios pés e encontrar soluções para os seus problemas. A comissão instaladora da Região Sanitária Fogo e Brava é integrada pelos delegados de Saúde de São Filipe, dos Mosteiros e da Brava e pela médica do centro de Saúde de Cova Figueira, pelo director do hospital regional, que a preside, por três enfermeiros e pelos administradores dos hospitais e delegacias de saúde das duas ilhas. A comissão foi instalada no passado mês de Abril e tem estado a trabalhar para a efectivação da Região Sanitária Fogo e Brava, que terá no hospital regional em construção o seu polo principal, trabalhando em conexão com os centros de saúde das duas ilhas. JR/AB Inforpress/Fim
Leia ainda - Artigos mais recentes: