30 Junho 2022

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Gabinete de Reconstrução do Fogo reúne-se com os deslocados de Chã

  • PDF
O presidente do Gabinete de Reconstrução do Fogo (GRF), António Nascimento reúne-se na tarde desta quinta-feira,25, com os deslocados de Chã das Caldeiras em Monte Grande e Achada Furna para analisar aspectos sobre a reforma e ampliação das 110 casas construídas aquando da erupção vulcânica de 1995. Nesta reunião, será entregue um cheque no valor 45 mil dólares destinados à reconstrução do Fogo, doado pelos emigrantes e amigos de Angola. O encontro marca o início das obras de reforma e ampliação das casas construídas em 1995. O projecto será desenvolvido consoante o agregado familiar e em alguns casos poderão ser construídos mais três quartos, além de instalações sanitárias e cozinhas, previstas em todas as casas, colocação de portas, janelas e outras intervenções. Trezentos e quatro mil contos é o orçamento para reabilitar as 110 casas construídas aquando da erupção vulcânica de 1995, sendo 70 em Monte Grande e 40 em Achada Furna. Grande parte dos deslocados de Chã está actualmente alojada nestas habitações. A empresa Monte Adriano é a responsável para reabilitar as casas em Monte Grande. O valor da execução é de 193 mil contos, e as obras deverão ficar concluídas num período de oito meses. Já as de Achada Furna estão orçadas em 111 mil contos. O tempo de execução é de seis meses. O contrato foi assinado em Abril último, obriga as construtoras a utilizar os materiais doados por Angola. E as empresas construtoras devem privilegiar a mão-de-obra local. Sabe-se no entretanto, que já iniciaram os trabalhos da adega provisória que deve garantir as actividades vinícolas deste ano – 2015, com a implantação do terreno, escavações e movimentação de terra. A estrutura foi erguida no interior de Chã das Caldeiras. A adega é edificada com recurso a material pré-fabricado. Terá capacidade para 150 mil litros de vinho. A unidade, que será construída à base de material pré-fabricado, é desmontável e poderá ser transportada com facilidade em casos de emergência. Recorde-se que a adega de Chã das Caldeiras foi consumida pelas lavas, na última erupção vulcânica.
Leia ainda - Artigos mais recentes: