21 Julho 2019

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Santa Catarina/Fogo: Edilidade procura apoios para aquisição de relva e assentos para estádio

  • PDF
Partilhar esta notícia
Actualizado a 09/06/2015, 00:51 São Filipe, 09 Jun (Inforpress) – A Câmara Municipal de Santa Catarina (Fogo) está à procura de apoios junto de municípios com as quais está geminado, visando mobilização de recursos para aquisição de relva e assentos para o seu estádio de futebol já em fase de acabamento.   A notícia foi avançada à Inforpress pelo edil João Aqueleu Barbosa Amado indicando que nos próximos dias vai enviar nesse sentido, um projecto relativo ao estádio municipal já em fase avançada de construção, ao município de Miranda de Corvo (Portugal) esperando conseguir mobilizar recursos para a sua conclusão. Segundo João Aqueleu Barbosa Amado, no início de Junho esteve de visita a Miranda do Corvo, município geminado com Santa Catarina, e esta questão foi abordada com os responsáveis autárquicos, pelo que cabe agora o seu município enviar o respectivo projecto. Barbosa Amado explicou que a ideia é de submeter o projecto para a aquisição e colocação de relva sintética no espaço, assim como para aquisição e montagem de cadeiras nas bancadas e tribuna do estádio municipal “Monte Pelado”, uma das principais prioridades da Câmara de Santa Catarina em termos de infraestruturas, a seguir à construção do Paços do Concelho. O autarca disse que só a colocação de relva sintética no estádio deverá custar cerca de 30 mil contos, mais de 270 mil euros, e que a sua edilidade não dispõe de recursos financeiros para suportar essas despesas. Além de visitar o município irmão de Miranda de Corvo, João Aqueleu Barbosa Amado participou em Portugal num seminário sobre descentralização promovido pelo Instituto Marques Vale Flor, instituição que ajudou a edilidade a implementar vários projectos na área de saúde, agricultura, pesca, pecuária, e que se disponibiliza ainda para financiar pequenos projectos na área social. JR/FP     Inforpress/Fim
Leia ainda - Artigos mais recentes: