03 Julho 2022

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Fogo: Famílias católicas da região Fogo e Brava reúnem-se nos Mosteiros no fórum regional

  • PDF
Partilhar esta notícia
Actualizado a 29/05/2015, 00:15 São Filipe, 29 Mai (Inforpress) – Perto de 120 famílias católicas das seis paróquias das ilhas do Fogo e da Brava reúnem-se sábado e no domingo, nos Mosteiros, no fórum paroquial regional das famílias para analisar vários aspectos ligados a instituição famil Frei Samuel, da Paróquia de São Lourenço e responsável pela organização deste fórum, que acontece no final de Maio, mês dedicado a família, explicou que o fórum visa preparar o sínodo dos bispos que vai acontecer em Outubro próximo e fazer a avaliação do ano pastoral e alistar os novos desafios. O fórum, que deverá contar com cerca de 120 famílias das duas ilhas, tem como lema “os desafios da família na igreja e na sociedade” e durante dois dias as famílias católicas das ilhas do Fogo e da Brava vão reflectir sobre aspectos como “família e sociedade”, “direitos e deveres familiares garantidas pela Constituição da República”, “conflitos familiares e de gerações” e “transmissão da fé na família”. Os temas serão apresentados por padres e leigos, nomeadamente, três casais que vão participar no fórum regional da família católica. Além de reflexão sobre os temas, o fórum tem um conjunto de outras actividades como a celebração de eucaristia, convívio, apresentação do alinhamento para o próximo sínodo extraordinário dos bispos, além de produzir algumas recomendações que devem ser observadas pelas famílias católicas. No início deste ano, no mês de Janeiro, várias dezenas de famílias das paróquias da região Fogo e Brava estiveram reunidas na cidade de São Filipe, com o objectivo de, em conjunto, reflectir sobre a importância da instituição familiar no processo de evangelização. Na ocasião, o tema de reflexão foi “famílias: importância na evangelização”, em que aspectos como a gestão da saúde na família, a fé na família e os desafios da sociedade contemporânea, a vivência dos sacramentos na nossa sociedade, os desafios da educação na actualidade, a família e a gestão económica e financeira, e família – comunidade crente e evangelizadora foram abordados. No dia 07 de Junho, a Igreja Matriz da Paróquia de São Lourenço vai estar em festa, com a ordenação do Valter de Pina como padre da Ordem dos Fraudes Menores de Capuchinhos. A cerimónia religiosa de ordenação do padre Valter de Pina, natural da Paróquia de São Lourenço, será presidida pelo Cardeal Dom Arlindo Furtado. A ordenação de Valter de Pina acontece dois anos depois de Eliseu Lopes, da mesma paróquia ter-se tornado padre. Numa ilha com pouca tradição de padres, a Paróquia de São Lourenço é a que tem “produzido” padres, sendo entre 2011 e 2015 três dos seus filhos tornaram-se padres. Dados estatísticos da Paróquia apontam que Valter de Pina é o sexto padre natural de São Lourenço, depois de Fidalgo, Lourenço Rosa, José Pires, Gilson Frede e Eliseu Lopes. JR Inforpress/Fim

Comentar