28 Junho 2022

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Erupção Vulcânica: Consulado de Boston (EUA) disponibiliza 27 mil dólares para deslocados de Chã

  • PDF
Partilhar esta notícia
Actualizado a 25/05/2015, 00:08 São Filipe, 25 Mai (Inforpress) – O Cônsul Geral de Cabo Verde na cidade de Boston, Estados Unidos da América, Pedro Carvalho, chega hoje à ilha do Fogo para uma visita relâmpago para a entrega de donativo financeiro aos deslocados de Chã das Caldeiras. Segundo o edil de São Filipe, Luís Pires, o Cônsul de Cabo Verde em Boston chega a São Filipe por volta das 09:30 horas num dos voos dos TACV e regressa no mesmo voo, sendo que o objectivo é o de entregar um cheque no valor de 27 mil dólares, cerca de 2.700 contos cabo-verdianos que se destina à população de Chã das Caldeiras, vítima da última erupção vulcânica.   A entrega do cheque, segundo Luís Pires, acontece nas instalações do aeródromo de São Filipe. Esta segunda-feira e no quadro da reconstrução da ilha do Fogo, dez presidentes de câmaras da Comunidade da Região de Leiria, Portugal, chegam à ilha para uma visita de dois dias. A delegação é chefiada pelo edil Raul Castro, de Leiria, município com o qual São Filipe tem acordo de geminação e cooperação descentralizada. A comunidade que integra várias câmaras promoveu na sequência da erupção vulcânica uma campanha de angariação de vestuários, cerca de uma tonelada, três contentores de materiais de construção, como cimento, telha de cerâmica e telha metálica, de entre outros. Segundo o programa a delegação portuguesa vai ser recebida no edifício dos Paços do Concelho de São Filipe pelos autarcas da ilha, seguindo-se uma visita ao Centro de Emprego e Formação Profissional e de uma volta à ilha com passagem por Chã das Caldeiras. Na terceira-feira, a comitiva tem agendado uma visita à adega de Monte Barro, à vinha de Maria Chaves e outras unidades de produção na zona sul da ilha e no período da tarde visita a alguns empreendimentos culturais na cidade de São Filipe como o museu municipal, a Casa da Memória, Café Djarfogo e Casa das Bandeiras. Na Cidade da Praia a delegação lusa tem agendado uma série de reuniões, nomeadamente com a Associação Nacional dos Municípios (ANMCV) para abordagem do aspecto relacionado com o associativismo municipal Portugal/Cabo Verde e as possibilidades de parcerias, com o Centro Regional de Energias Renováveis e com Agencia Cabo-verdiana de Promoção do Emprego e Desenvolvimento local, para análise da questão do desenvolvimento local, associativismo, possibilidade de parcerias, formação, intercâmbios e actividades passiveis de serem desenvolvidos no âmbito do ano europeu de desenvolvimento. JR   Inforpress/Fim
Leia ainda - Artigos mais recentes: