17 Julho 2019

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Erupção Vulcânica: Gabinete de Reconstrução do Fogo pretende colocar cancela à entrada de Chã das Caldeiras

  • PDF
Partilhar esta notícia
Actualizado a 23/05/2015, 00:08 São Filipe, 23 Mai (Inforpress) - O Gabinete de Reconstrução do Fogo (GRF) está a equacionar a possibilidade de colocação de uma cancela para disciplinar a entrada de pessoas em Chã das Caldeiras. O edil de Santa Catarina do Fogo, João Aqueleu Barbosa Amado, contactado pela Inforpress disse que o Gabinete de Reconstrução do Fogo pretende colocar a cancela, mas que quer a coordenação do Parque Natural do Fogo (PNF) quer  a própria edilidade,  defende a realização de uma sessão publica de esclarecimento com a população,  para explicar as razões da sua colocação e que esta medida não visa impedir as pessoas de Chã de continuar a realizar os seus trabalhos agrícolas e cuidar dos animais. O autarca explicou que ainda não há uma data prevista, nem para a realização da sessão de esclarecimento nem da colocação da cancela, e, nem tão pouco, como ficará o acesso das pessoas que visitam Chã das Caldeiras, cujos principais povoados foram engolidos pela erupção de 23 de Novembro de 2014, há precisamente seis meses. O edil de Santa Catarina notou que o Gabinete de Reconstrução do Fogo  ainda não realizou nenhum encontro com as autoridades locais e nem com os membros do Conselho de Aconselhamento que integram as câmaras municipais, Ministérios e três representantes da população de Chã das Caldeiras. Conforme foi anunciado e para responder às reivindicações das câmaras municipais, um dos dois vogais que integram o Conselho Directivo do GRF terá residência na ilha do Fogo e será uma pessoa dinâmica e conhecedora da realidade local para facilitar o trabalho. João Aqueleu Barbosa Amado disse que a escolha recaiu na pessoa de Alindo Brandão, vereador da Câmara Municipal de São Filipe e Coordenador do Gabinete de Desenvolvimento Regional da Associação dos Municípios do Fogo e da Brava, mas conforme explicou,  a proposta não avançou, porque a edilidade de São Filipe está a analisar a legalidade da indigitação de Alindo Brandão para o cargo. Esta questão vai estar em análise na próxima terça-feira, 26 de Maio, durante o encontro do Conselho Directivo da Associação dos Municípios do Fogo e da Brava, visando a confirmação de Alindo Brandão ou a escolha de um novo elemento, no sentido de fazer avançar o funcionamento do GRF. O edil de Santa Catarina afirmou que há muito que foi proposto a substituição de Alindo Brandão na coordenação do Gabinete de Desenvolvimento Regional e nomeação de uma outra pessoa, facto que poderá ficar decidido neste encontro que também vai aprovar as contas da empresa intermunicipal de águas, Águabrava. JR Inforpress  
Leia ainda - Artigos mais recentes: