28 Junho 2022

Video Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8

Santa Catarina: Habitações degradadas serão reabilitadas em cooperação com a FCS

  • PDF
Partilhar esta notícia
Actualizado a 14/05/2015, 15:43 São Filipe, 14 Mai (Inforpress) – Vinte e cinco habitações degradadas de famílias com maiores dificuldades de três localidades do município de Santa Catarina vão ser reabilitadas através da parceria estabelecida com a Fundação Cabo-verdiana de Solidariedade (FCS). O protocolo de parceria foi já celebrado e a Fundação vai disponibilizar quatro mil contos, em duas tranches, sendo a primeira no valor de 2.800 contos, correspondente a 70 por cento (%) para iniciar as obras e as demais mediante apresentação de justificativos. Além do montante a ser disponibilizado pela FCS, quer a edilidade de Santa Catarina como os próprios beneficiários vão comparticipar no processo e por isso o vereador das Obras Públicas e Municipais, Sebastião Alves, espera que, além de Estância Roque, Cabeça Fundão e Tinteira previstas no protocolo, outras localidades possam ser contempladas com uma boa gestão. O município de Santa Catarina do Fogo, um dos mais pobres do país apresenta, conforme Sebastião Alves, um “défice grande” em termos de habitações sociais, calculando que será necessário reabilitar mais de 400 moradias em várias localidades e a construção de raiz de aproximadamente 200. O valor disponibilizado não é significativo mas permite “mitigar” o problema de habitação social no município de Santa Catarina do Fogo e garantir habitações condignas aos seus habitantes. No município de Santa Catarina do Fogo, no âmbito do programa “Casas para Todos”, foram edificados um total de 60 moradias, que estão prontas há cerca de dois anos, mas que ainda não foram distribuídas aos potenciais compradores. A pré-selecção dos beneficiários das 60 moradias sociais construídas nos povoados de Figueira Pavão (20) e Achada Furna (40) aconteceu nas vésperas da última erupção vulcânica, mas ainda continuam de portas fechadas e não há uma data para a sua passagem para os beneficiários. As 60 moradias localizadas nos povoados de Figueira Pavão e Achada Furna são 30 de classe A e 30 para classe B. JR Inforpress/Fim
Leia ainda - Artigos mais recentes: